Polícia apreende cocaína avaliada em R$ 2 milhões

Ponta Grossa

10 de março de 2019 08:10

Da Redação

  • Comentários
    0 compartilhados
  • Imprimir

Relacionadas

Juiz federal palestra sobre peritos em processos judiciais

Polícia prende suspeitos de assaltarem pedestres

Trainee da Ambev quer formar os próximos líderes da inovação

Homem é detido com veado mantido em cativeiro
‘Semeador de Livros’ morre e enluta PG
PM promove a primeira edição da ‘Cãominhada’ em PG
Polícia investiga assassinato de rapaz em PG
PUBLICIDADE

Ação conjunta entre as polícias Federal e Rodoviária Federal, homem foi preso com mais de 67 quilos de cocaína quando passava por Ponta Grossa

O tráfico de drogas recebeu mais um duro golpe numa operação conjunta deflagrada pelas polícias Federal e Rodoviária Federal na noite deste sábado (9) em Ponta Grossa. Mais de 67 quilos de cocaína foram apreendidos no fundo falso de um automóvel na Avenida Souza Naves (trecho urbano da BR-373), quantia avaliada em mais de R$ 2 milhões.

De acordo com a PRF, a ação aconteceu a partir de denúncia anônima e foi deflagrada no quilômetro 174 da Avenida, próximo a um posto de combustíveis. Conforme as informações recebidas pela polícia, uma Fiat Strada carregada com drogas passaria pela região de Ponta Grossa por volta de 21h.

Já era 21h30 quando um carro do mesmo modelo com placas de Rio Negro passou pelo trecho e foi abordado pelos policiais. Num fundo falso preparado no assoalho da caçamba, com acesso atrás do tanque de combustíveis, foram encontrados 63 tabletes de cocaína pesando, no total, 67,5 quilos.

O motorista de 53 anos, que não possui antecedentes criminais, informou às equipes policiais que pegou a droga em Maringá e levaria para Rio Negro, onde receberia R$ 5 mil pelo serviço. A droga foi avaliada em R$ 2 milhões e foi entregue juntamente com o motorista e o veículo à Polícia Federal em Ponta Grossa para lavratura do Flagrante.

PUBLICIDADE

Recomendados

IVC Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem prévia autorização
aRede aRede
aRede
aRede