Estudante de Direito é morta pelo namorado em PG

Ponta Grossa

10 de março de 2019 18:43

Da Redação


Relacionadas

Momento Cavalli traz família para falar sobre o autismo

PG terá 1˚C nesta quinta e geada vem forte

Ponta Grossa registra 23 novos casos da Covid-19

Parceria viabiliza a revitalização da praça da Catedral
VCG pretende reduzir circulação de dinheiro nos ônibus em PG
Linha 190 de Ponta Grossa está inoperante
Hildebrando de Souza desenvolveu o projeto Unidade Conectada
Lidiane Oliveira, 24, era aluna do 3º período (matutino) do curso de Direito da Faculdade Unopar Foto:
PUBLICIDADE

Feminicídio aconteceu na madrugada deste domingo no Jardim Carvalho; suspeito continua foragido

A mulher morta na madrugada deste domingo, na Rua Monte Alverne, no Jardim Carvalho, foi identificada oficialmente pelo nome de Lidiane Oliveira, 24. Ela era aluna do 3º período (matutino) do curso de Direito da Faculdade Unopar, O caso trata-se de um feminicídio e existe grande comoção nas redes sociais

‘Hoje o dia amanheceu mais cinza. Uma estrela se apagou. Morre uma mulher. Morre uma aluna. Morre uma esperança. Mas não morre o Direito e nem a Justiça. Lidiane Oliveira, não faremos silêncio e nem vamos nos conformar com sua partida tão prematura, mas amanhã o curso de Dreito da Unopar estará em luto. Estamos em oração. Vá em paz’, diz nota da Unopar in action, no Facebook. Existem dezenas de manifestações de pesar nas redes sociais.

A estudante foi morta com vários golpes de facas na região do pescoço, e a mãe dela, de 60 anos, foi levada ao hospital com ferimentos graves. De acordo com a Polícia Militar, o caso teria iniciado com uma briga entre o casal depois que eles saíram de uma casa noturna e foram para a casa. A vítima acionou a PM relatando que o namorado de 22 anos tinha quebrado o vidro da porta e feito várias ameaças, fugindo na sequência. Os policiais fizeram patrulhamento pela região, mas não encontraram o suspeito.

Leia mais sobre o caso clicando aqui

PUBLICIDADE

Recomendados