Mercadão Municipal deixa de fazer parte do cenário urbano

Ponta Grossa

15 de março de 2019 17:47

Da Redação

  • Comentários
    0 compartilhados
  • Imprimir

Relacionadas

Lumen Café abre suas portas nesta terça-feira

Rudolf destaca ações da Guarda na ‘Operação Saturação’

Ação conjunta do MPF derruba preço do pedágio

Justiça Federal abre edital para fomento à Saúde em PG
Pietro é reeleito corregedor geral da Câmara de PG
Irmãos Narguileiros inaugura mais uma filial no Centro de PG
Sala do Empreendedor inicia Semana de Regularização Fiscal
Prédio já está quase totalmente no chão e restam poucas paredes em pé Foto: aRede
PUBLICIDADE

Restam poucas paredes do que um dia foi um dos mais importantes centros comerciais de cidade

Durante anos, o prédio do antigo Mercado Municipal foi o retrato do abandono e do descaso do Poder Público. O que antes era um dos espaços comerciais mais importantes da cidade foi, aos poucos, se transformando no palco de usuários de droga, prostituição e proliferação de doenças. A partir de agora, no entanto, a imponente construção já não faz mais parte da paisagem da área central de Ponta Grossa.

Desde o início de fevereiro, teve início o processo de demolição do prédio para dar lugar a um novo centro comercial que será erguido pela Tekla Engenharia. A ideia inicial era manter parte da estrutura original, mas o estado de degradação das vigas principais impediu que os engenheiros fizessem a restauração do prédio. Restam apenas algumas paredes próximas a imóveis vizinhos, mas a maior parte da estrutura já está no chão.

A demolição está sendo feita de maneira mecânica, de forma que o prédio ‘caia’ para seu interior, minimizando os transtornos às pessoas que residem e trabalham no entorno do Mercadão. Uma empresa especializada nesse tipo de procedimento foi contratada em Curitiba, conforme explicou a assessoria de imprensa da Tekla. Nas próximas semanas, a demolição deve ser concluída e será iniciado o trabalho de limpeza do terreno. Somente a partir daí acontecerão as escavações, contenções e fundações do novo complexo do Mercado Municipal.

Quando pronto, local será transformado em um complexo comercial, com estandes para lojas, praça de alimentação, salas de cinema, edifício-garagem, e, mantendo as ‘raízes’ do Mercado Municipal, amplo espaço para produtores rurais venderem frutas, verduras, legumes, hortifrútis, entre outros. Um novo projeto arquitetônico foi apresentado no segundo semestre do ano passado, desenhado pelo conceituado escritório Dória Lopes Fiuza, de Curitiba.

Investimento será feito pela iniciativa privada

O investimento no Mercadão Municipal, como já foi anunciado durante a assinatura dos contratos da concessão, será superior a R$ 72 milhões. Nesse período, todo o investimento será realizado pela Tekla Engenharia, vencedora da licitação – ou seja, não será investido um único centavo de dinheiro público. O poder público, aliás, será beneficiado, com a construção de um espaço específico para ser transformado em um Centro de Inovação, cedido à Prefeitura, que irá beneficiar a população de toda a região.  

PUBLICIDADE
IVC Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem prévia autorização
aRede aRede
aRede
aRede