Golpe do cartão de crédito faz vítimas em PG

Ponta Grossa

21 de maio de 2019 16:59

Da Redação

  • Comentários
    0 compartilhados
  • Imprimir

Relacionadas

Convention Bureau apoia o Congresso ADM 2019

Prefeitura investe R$ 8 milhões para pavimentar 24 ruas em PG

Escola especializada em bateria oferta aulas em PG

Ecopainéis aguarda área para investir R$ 33 mi em PG
MDB confirma Julio Kuller como pré-candidato a prefeito
Eleições ao Conselho Tutelar de PG têm 89 candidatos
Câmara adia discussão sobre monopólio da VCG
Polícia Civil de Ponta Grossa alerta sobre o golpe das operadoras de cartões de crédito Foto: Divulgação
PUBLICIDADE

Polícia Civil de Ponta Grossa alerta sobre o golpe das operadoras de cartões de crédito.

Estelionatários estão agindo em Ponta Grossa e aumentam, a cada dia, o número de vítimas. A Polícia Civil alerta sobre o golpe das operadoras de cartões de crédito e pede à população para redobrar a atenção.  As informações são do delegado Nagib Nassif Palma, chefe da 13ª SDP.

O golpe inicia com uma ligação para a vítima, originada de uma pessoa se passando por funcionário do banco ou operadora do cartão, a qual diz que o cartão foi clonado e que o mesmo precisa ser bloqueado.

O golpista orienta que o cliente corte o cartão ao meio e solicite um novo cartão pelo atendimento eletrônico, onde o estelionatário solicita a senha do cartão antigo e informa que, por medidas de segurança, um motoboy ira deslocar até o encontro da vítima para buscar o referido cartão. Na maioria das vezes a vítima desconhece o fato de que somente cortar o cartão não o inutiliza, pois a maioria das maquinetas obtêm as informações através do chip do cartão. Sendo assim, o golpista tem em mãos os dados do cartão e a senha, podendo fazer qualquer transação bancária até chegar o limite estipulado pela banco gestor do cartão.

Em Ponta Grossa várias vítimas caíram nesse golpe. Por isso a Polícia Civil orienta que nenhum banco solicita o cartão de volta ou se oferece para retirá-lo na casa do cliente. Em casos assim desligue o telefone e procure sua agência bancaria para verificar quaisquer irregularidades e também procure uma Delegacia de Polícia.

PUBLICIDADE

Recomendados

IVC Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem prévia autorização
aRede aRede
aRede
aRede