Polícia confirma que corpo enterrado é de Maria Alice

Ponta Grossa

24 de maio de 2019 18:36

Andre Bida

  • Comentários
    0 compartilhados
  • Imprimir

Relacionadas

Caminhão carregado de farelo é encontrado em PG

Ladrões arrombam empresa e levam dois carros

Motorista é preso após bater carro em motos estacionadas

Casa abandonada é destruída por incêndio
Batida entre motos deixa rapaz com lesões graves
UniSecal abre inscrições para curso para Exame da OAB
Rapaz acha tornozeleira eletrônica no meio da rua
As investigações continuam e o corpo exumado seguiu para análise no IML Foto: André Bida
PUBLICIDADE

Polícia Civil realizou exumação na tarde desta sexta-feira (24) no Cemitério Vicentino e confirmou que o corpo enterrado no local era o bebê da família

 

A Polícia Civil de Ponta Grossa continua investigando a denúncia feita por uma família sobre a possível troca de bebês no Hospital Santa Casa de Misericórdia. Como parte dos procedimentos previstos no inquérito, na tarde desta sexta-feira (24) integrantes do 13º SPD e da Polícia Criminalística realizaram a exumação do corpo da criança que foi enterrado sem a presença da família, no último dia 17 de maio.

Everton Lima de Cristo, representante da família durante a exumação, comentou que o único desejo é o encerramento do caso e um enterro digno para o bebê. “Esse é um momento muito triste, estive no enterro da Maria Vitória, agora só queremos ter certeza que é a Maria Alice que está ali para dar um enterro digno”, diz Everton. A mãe das meninas não compareceu na exumação alegando estar passando mal em decorrência do caso e da recuperação da cesariana.

O delegado responsável pelo caso, Maurício de Souza da Luz, explicou que a exumação confirmou alguns elementos levantados durante as investigações iniciais. O corpo enterrado no Vicentino é de uma das gêmeas que morreram. “Verificamos que se trata do corpo correto (Maria Alice) que foi enterrado aqui – Cemitério Vicentino”, informa.

As investigações continuam e o corpo exumado seguiu para análise no Instituto Médico Legal (IML). Segundo o Delegado, o caso está próximo de ser concluído. Ao todo, 12 pessoas foram ouvidas pela Polícia Civil, as cartas precatórias foram enviadas para a cidade de Reserva e na semana que vem a outra família envolvida no caso prestará depoimento para na 13ª SPD.

 

Hospital afirma que não houve troca de bebês

A Santa Casa de Misericórdia se pronunciou oficialmente sobre a suposta troca, no necrotério do hospital. Em nota, a instituição garantiu que não houve qualquer sumiço ou troca de cadáveres. O hospital foi enfático em afirmar, através do pronunciamento, que “os fatos imputados à instituição não ocorreram”.

A Santa Casa ainda garantiu que irá colaborar com as autoridades no inquérito aberto pela Polícia Civil. Por fim, a nota explica que o caso corre em segredo de Justiça e, por isso, o hospital só irá se pronunciar através dos autos do processo.

PUBLICIDADE
IVC Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem prévia autorização
aRede aRede
aRede
aRede