Aumenta rigor na fiscalização de terrenos abandonados

Ponta Grossa

11 de junho de 2019 20:42

Da Redação

  • Comentários
    0 compartilhados
  • Imprimir

Relacionadas

Convention Bureau apoia o Congresso ADM 2019

Prefeitura investe R$ 8 milhões para pavimentar 24 ruas em PG

Escola especializada em bateria oferta aulas em PG

Ecopainéis aguarda área para investir R$ 33 mi em PG
MDB confirma Julio Kuller como pré-candidato a prefeito
Eleições ao Conselho Tutelar de PG têm 89 candidatos
Câmara adia discussão sobre monopólio da VCG
PUBLICIDADE

Decreto padroniza procedimento e torna mais ágil processo para notificação e multa de proprietário que mantiver terreno em má conservação

Desde o início de junho, a Secretaria Municipal de Meio Ambiente, através do Departamento de Licenciamento e Fiscalização, trabalha com uma nova regulamentação para o processo de fiscalização, notificação e multa de imóveis em mau estado de conservação, conforme o decreto nº 16.024. Com a regulamentação, o processo para notificação e multa fica mais ágil e terá mais rigor com a padronização do procedimento. Este ano, o departamento já efetuou quase 500 notificações em imóveis abandonados.

“O decreto é resultado de uma revisão que fizemos nesse processo administrativo, para garantir mais agilidade ao trabalho da fiscalização. Muitas vezes é realiza fiscalização, mas o processo trava porque não conseguimos encontrar o proprietário para notificar e multar. Com essa regulamentação, vamos agilizar a fiscalização ambiental, para que o setor consiga atuar de forma mais ampla, transparente e com segurança jurídica”, avalia o secretário de Meio Ambiente, Paulo Barros.


Trâmite

A regulamentação parte da determinação de que os proprietários de qualquer imóvel urbano, edificado ou não, possuidores ou não de meio fio e/ou pavimentação asfáltica, são obrigados a manter a área limpa, capinada e drenada. A demanda pode surgir no Departamento de Licenciamento e Fiscalização a partir da ação em campo dos fiscais ou por denúncias pelo sistema Prefeitura 156.

Após verificação da irregularidade, a Fiscalização lavra uma notificação para limpeza do imóvel, que poderá ser dada pessoalmente ou através de publicação no Diário Oficial. O proprietário notificado terá prazo de 30 dias a partir da notificação para executar a limpeza do imóvel. Caso esse prazo seja descumprindo, o agente de fiscalização deve lavrar o Auto de Infração por Falta de Limpeza de Imóvel.

“A regulamentação resolve a dificuldade que tínhamos de estarmos dependentes de encontrar o proprietário para dar andamento a notificação e multa do responsável. Com a possibilidade de notificar e autuar através do Diário Oficial, vamos conseguir aumentar o rigor na fiscalização e multar aqueles que estão sendo notificados e continuam sem realizar a adequação das áreas. A responsabilidade pela manutenção do imóvel particular é do proprietário e com a nova regulamentação eles serão ainda mais cobrados disso”, aponta o diretor de Licenciamento e Fiscalização, André Pitela.


Multa

Os imóveis cujo mau estado representar risco eminente à saúde pública, conforme atestado por autoridades competentes, poderá ser aplicada multa em dobro. Também haverá diferença na multa para os que forem reincidentes no período de 36 meses.

Caso a multa aplicada seja paga dentro do prazo máximo de 30 dias a partir da notificação e tenha sido realizada a limpeza da área, será concedido desconto de 50% do valor autuado. Para efetuar o pagamento da multa, o proprietário autuado deve retirar a guia de pagamento na Praça de Atendimento.

A multa será aplicada conforme a metragem, com base no Valor de Referência – 2019:

R$ 81,11

I. imóveis de até 360,00m² (trezentos e sessenta metros quadrados), multa de 10 (dez) VR`s;

II. imóveis de 360,01m² (trezentos e sessenta metros e um centímetro quadrados) a 600,00m² (seiscentos metros quadrados), multa de 20 (vinte) VR`s;

III. imóveis de 600,01m² (seiscentos metros e um centímetro quadrados) a 1.000,00m² (mil metros quadrados), multa de 40 (quarenta) VR`s;

IV. imóveis a partir de 1.000,01m² (mil metros e um centímetro quadrados), multa será composta pela parcela de 80 (oitenta) VR`s acrescida do mesmo valor para cada fração adicional de 1.000,00 m² (um mil metros quadrados).

Com informações da Assessoria de Imprensa

PUBLICIDADE

Recomendados

IVC Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem prévia autorização
aRede aRede
aRede
aRede