Polícia prende dois e esclarece série de crimes brutais

Ponta Grossa

05 de julho de 2019 11:12

Da Redação


Relacionadas

Veja o que destaques desta quinta no Portal aRede

Família pede ajuda para encontrar cão desaparecido em PG

Justiça suspende decisão e passagem retorna a R$ 4,30

Alunos do Colégio Vila Militar conhecem o Clube da Robótica
Ferrari de R$ 1,6 mi retida é liberada pela Receita em PG
IFPR confirma instalação de campus em PG
Vereador quer escolas com aula de educação financeira em PG
Os dois homens são suspeitos do cometimento de três crimes violentos em Ponta Grossa Foto: Divulgação/13ª SDP
PUBLICIDADE

Ambos são suspeitos do cometimento de três homicídios ocorridos na cidade de Ponta Grossa praticados com o mesmo "modus operandi"

A Polícia Civil do Paraná, através do Setor de Homicídios da 13° Subdivisão Policial de Ponta Grossa, realizou duas importantes prisões na manhã desta sexta-feira (05) e, com isso, reúne embasamento para esclarecer três crimes brutais nas cidades. Um dos detidos tem 23 anos. O outro possui 38 anos. Os nomes serão em mantidos em sigilos para não prejudicar as investigações. Ambos são suspeitos do cometimento de três homicídios ocorridos na cidade de Ponta Grossa praticados com o mesmo "modus operandi".

O primeiro crime cometido pela dupla aconteceu no dia 30 de abril deste ano.  A vítima foi localizada numa estrada rural, nas proximidades do trevo de acesso ao Distrito de Guaragi, na área rural do Município. O corpo foi encontrado com as mãos amarradas, sinais de agressão e perfurações por arma branca. A vítima foi identificada posteriormente como Lucas Ribeiro, 19 anos.

O segundo assassinato foi registrado dia 04 de junho, sendo a vítima também localizada na estrada rural próximo ao trevo de Guaragi. O corpo foi encontrado carbonizado, com as mãos  amarradas, sinais de agressão e perfurações de arma branca. A vítima não foi identificada oficialmente.

O terceiro assassinato aconteceu dia 15 de junho, sendo a vítima localizada na região de Teixeira Soares, município situado na divisa com Guaragi. O corpo foi encontrado carbonizado, com as mãos amarradas, sinais de agressão e perfurações de arma branca.

Durante as investigações, restou apurado a participação dos suspeitos nos crimes acima relatados. Com a prisão dos suspeitos, a Polícia Civil espera esclarecer os casos e prender outros envolvidos.  A Polícia Civil reforça a importância das denúncias de caráter sigiliso realizadas pela população através do whatsapp 42-99807-9691.

PUBLICIDADE

Recomendados

IVC Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem prévia autorização