Projeto pretende acabar com ‘estelionato eleitoral’ no PR

Ponta Grossa

11 de julho de 2019 18:44

Da Redação

  • Comentários
    0 compartilhados
  • Imprimir

Relacionadas

Grande Queima Palladium Ponta Grossa começa amanhã 

UniSecal promove semana com descontos para novos alunos

13º BIB inicia restauro da Maria Fumaça em PG

Lutador de PG morre e comove comunidade do MMA
Hospital Universitário completa um ano sem infecções urinárias
Polícia descarta troca de bebês em hospital de PG
Jovens de PG usam as férias para fazer o bem
Foto: Divulgação
PUBLICIDADE

Ricardo Zampieri e Valtão entregaram minuta da proposta, que já é lei em Ponta Grossa, para a deputada Mabel Canto (PSC). Objetivo é fazer com que a medida também funcione em todo Estado.

Os vereadores Ricardo Zampieri (PSL) e Valtão (PP) apresentaram no início da semana uma proposta à deputada Mabel Canto (PSC) que pretende acabar com o chamado ‘estelionato eleitoral’. A medida foi aprovada recentemente pela Câmara de Ponta Grossa e, agora, o objetivo é fazer com que ela também seja aplicada em nível estadual.

Durante o encontro, os vereadores apresentaram uma minuta de um projeto de lei que obrigaria o governador paranaense a prestar contas de tudo o que foi prometido durante a campanha eleitoral e também das medidas que toma frente ao Estado. A proposta obrigaria a apresentação de metas quantitativas e qualitativas também para as secretarias de Estado e demais subpastas, como autarquias, agências e superintendências, por exemplo.

Para Zampieri, a medida poderia acabar com ‘falsas promessas’ durante o período de eleições. “É uma medida que conseguimos colocar em prática em Ponta Grossa e acredito que também seja possível no Estado com a Mabel. A aprovação representaria acima de tudo o respeito com a população paranaense e com os eleitores”, diz o vereador.

A mudança na legislação ainda prevê que o plano de metas e os resultados da gestão serão apresentados à população em audiência pública realizada até o último mês do mandato. As ‘promessas’ de cada gestão precisariam ser apresentadas em um endereço na internet durante todo o mandato, além de serem publicadas no Diário Oficial do Estado.

“A deputada Mabel Canto se mostrou bastante solícita com a proposta e disposta a levá-la até a Assembleia Legislativa. Acredito que o projeto deva ganhar o apoio de outros deputados”, afirma Valtão. A proposta, em nível municipal, foi criada por ele e por Zampieri.

Informações da Assessoria de Imprensa.

PUBLICIDADE

Recomendados

IVC Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem prévia autorização
aRede aRede
aRede
aRede