Negociação beneficia empresas de Ponta Grossa

Ponta Grossa

18 de julho de 2019 21:43

Lucas Matos

  • Comentários
    0 compartilhados
  • Imprimir

Relacionadas

UEPG refaz calendário e aulas voltam segunda

PRF recupera na BR 376 carreta furtada em Santa Catarina

PM detém suspeitos de arrombarem brechó

Após seis horas, homem desiste de pular de torre
Motociclista fratura a perna em batida com carro
Carro capota após bater em barranco e fere motorista
Ladrões rendem funcionário e assaltam transportadora
Sindicato de Hotéis, Restaurantes, Bares e Similares dos Campos Gerais conquistou o desconto de 70% nos processos por multa RAIS para as empresas associadas Foto: Divulgação
PUBLICIDADE

Nova convenção coletiva de trabalho traz inúmeros benefícios para empresas e funcionários

O Sindicato de Hotéis, Restaurantes, Bares e Similares dos Campos Gerais (SHRBS), que faz a representação patronal da categoria, conquistou o desconto de 70% nos processos por multa do Relatório Anual de Informações Sindicais (RAIS) para as empresas associadas ao sindicato. O desconto foi negociado na última Convenção Coletiva de Trabalho entre o sindicato patronal e o sindicato dos trabalhadores. 

A RAIS é uma relação que deve ser enviada anualmente ao Ministério do Emprego e Trabalho, e por vigência do Acordo Coletivo anterior, deveria também ser encaminhado para o sindicato laboral. Devido ao acúmulo de clausulas, e muitas vezes desconhecimento dos empresários, as empresas acabavam não encaminhando o documento para o sindicato patronal. Isso acabou resultando em mais de 320 ações individuais. 

O presidente do SHRBS, Daniel Wagner, explica que o sindicato patronal vem lutando para conseguir uma negociação satisfatória para empresas e funcionários. “Nossa diretoria tem trabalhado muito para aperfeiçoar nossa convenção coletiva de trabalho de modo a tornar mais eficiente o ambiente de negócio para que nossas empresas sejam mais eficientes e possam valorizar empregados. É um jogo de ganha-ganha, as empresas sem os empregados não é nada, e os empregados sem as empresas não tem emprego”, conclui. 

A decisão foi tomada após muitas empresas terem derrotas na Justiça do Trabalho de Curitiba, segunda instância das ações individuais propostas. A advogada do sindicato patronal, Stella Straiotto, explica que basta as empresas interessadas acionarem o SHRBS para pagarem a multa com desconto. “Essa adesão é voluntária, não depende de advogados, porque a justiça do trabalho permite. O acordo é previamente formatado. Nosso objetivo maior é fazer com que essa multa por descumprimento dessa obrigação, que não ia para os empregados, mas para o sindicato obreiro, tenha o desconto de 70%”, afirma. 

Daniel Wagner afirma que os valores economizados com as multas poderão ser usados para movimentar os negócios dos empresários, sendo usado para investimentos ou incluídos no orçamento das empresas. “Essa economia vai permitir que as empresas girem seus negócios, paguem fornecedores, funcionários, façam investimentos, prosperem ou até sobrevivam, porque não está sendo fácil o ambiente de negócios em Ponta Grossa”, finaliza. 

PUBLICIDADE

Recomendados

IVC Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem prévia autorização
aRede aRede
aRede
aRede