Polícia prende rapaz por estupro de adolescente em PG

Ponta Grossa

07 de agosto de 2019 08:17

Da Redação


Relacionadas

Prefeitura inicia Semana da Qualificação Profissional

Cesta básica sobe 2,94% e atinge o maior valor do ano

Hospital Municipal recebe reforma nas enfermarias

Hospital Municipal recebe novas enfermarias
Rudolf entrega moção a Bueno por prisão em 2ª instância
Acipg sedia audiência sobre ‘Tarifa Zero’ no transporte
Câmara aprova licitações no transporte; VCG deve ir à Justiça
PUBLICIDADE

Crime aconteceu em junho deste ano durante uma festa; suspeito deu bebida alcoólica à menina e se aproveitou da embriaguez dela

Um rapaz de 21 anos foi preso nesta terça-feira (6) pelo estupro de uma adolescente de 14 anos na cidade de Ponta Grossa. O crime aconteceu em junho deste ano durante uma festa realizada numa residência e foi confirmado no hospital onde a vítima recebeu atendimento médico. O suspeito foi preso graças a um mandado de prisão expedido pela Justiça após a investigação do Núcleo de Proteção à Criança e ao Adolescente Vítimas de Crimes (Nucria) da Polícia Civil.

De acordo com a delegada Ana Paula Cunha Carvalho, responsável pelo Nucria em Ponta Grossa, o autor forneceu bebida alcoólica à vítima durante a festa e quando a menina já estava embriagada, ele a convidou para ir até sua casa buscar mais bebidas. No local, ele coagiu a adolescente a entrar na residência e cometeu o estupro, segundo a delegada.

“Os pais já estavam esperando ela na festa porque estranharam a demora em voltar para casa. Quando ela chegou no carro do suspeito, estava quase desmaiada”, relata Ana Paula. “A mãe pegava na mão e ela caía, de tão fora de si que ela estava em razão da ingestão da bebida alcoólica”, complementa a autoridade. Imediatamente, os pais levaram a adolescente até o hospital e a equipe médica confirmou a violência sexual. Depois que ela recebeu alta, os pais foram até a 13ª Subdivisão Policial (SDP) para registrar o boletim de ocorrência.

Como já não havia flagrante, o inquérito foi instaurado para investigar o caso. “Iniciamos a investigação pelo Nucria, ouvimos a menina mais de uma vez para que ela relatasse de forma detalhada como tudo aconteceu e representamos pela prisão preventiva do acusado”, detalha a delegada.

O mandado de prisão expedido pela 4ª Vara Criminal foi cumprido nesta terça-feira e o suspeito foi levado até a delegacia, onde prestou depoimento à delegada. Depois de passar pelo Instituto Médico-Legal (IML) para fazer o exame de corpo de delito, ele foi encaminhado à Cadeia Pública Hildebrando de Souza, onde aguarda o andamento do processo. No vídeo, a delegada dá mais detalhes sobre o caso e orienta pais e adolescentes para evitar que esse tipo de crime aconteça.

PUBLICIDADE

Recomendados

IVC Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem prévia autorização