Polícia prende rapaz por estupro de adolescente em PG

Ponta Grossa

07 de agosto de 2019 08:17

Da Redação

  • Comentários
    0 compartilhados
  • Imprimir

Relacionadas

UEPG refaz calendário e aulas voltam segunda

PRF recupera na BR 376 carreta furtada em Santa Catarina

PM detém suspeitos de arrombarem brechó

Após seis horas, homem desiste de pular de torre
Motociclista fratura a perna em batida com carro
Carro capota após bater em barranco e fere motorista
Ladrões rendem funcionário e assaltam transportadora
PUBLICIDADE

Crime aconteceu em junho deste ano durante uma festa; suspeito deu bebida alcoólica à menina e se aproveitou da embriaguez dela

Um rapaz de 21 anos foi preso nesta terça-feira (6) pelo estupro de uma adolescente de 14 anos na cidade de Ponta Grossa. O crime aconteceu em junho deste ano durante uma festa realizada numa residência e foi confirmado no hospital onde a vítima recebeu atendimento médico. O suspeito foi preso graças a um mandado de prisão expedido pela Justiça após a investigação do Núcleo de Proteção à Criança e ao Adolescente Vítimas de Crimes (Nucria) da Polícia Civil.

De acordo com a delegada Ana Paula Cunha Carvalho, responsável pelo Nucria em Ponta Grossa, o autor forneceu bebida alcoólica à vítima durante a festa e quando a menina já estava embriagada, ele a convidou para ir até sua casa buscar mais bebidas. No local, ele coagiu a adolescente a entrar na residência e cometeu o estupro, segundo a delegada.

“Os pais já estavam esperando ela na festa porque estranharam a demora em voltar para casa. Quando ela chegou no carro do suspeito, estava quase desmaiada”, relata Ana Paula. “A mãe pegava na mão e ela caía, de tão fora de si que ela estava em razão da ingestão da bebida alcoólica”, complementa a autoridade. Imediatamente, os pais levaram a adolescente até o hospital e a equipe médica confirmou a violência sexual. Depois que ela recebeu alta, os pais foram até a 13ª Subdivisão Policial (SDP) para registrar o boletim de ocorrência.

Como já não havia flagrante, o inquérito foi instaurado para investigar o caso. “Iniciamos a investigação pelo Nucria, ouvimos a menina mais de uma vez para que ela relatasse de forma detalhada como tudo aconteceu e representamos pela prisão preventiva do acusado”, detalha a delegada.

O mandado de prisão expedido pela 4ª Vara Criminal foi cumprido nesta terça-feira e o suspeito foi levado até a delegacia, onde prestou depoimento à delegada. Depois de passar pelo Instituto Médico-Legal (IML) para fazer o exame de corpo de delito, ele foi encaminhado à Cadeia Pública Hildebrando de Souza, onde aguarda o andamento do processo. No vídeo, a delegada dá mais detalhes sobre o caso e orienta pais e adolescentes para evitar que esse tipo de crime aconteça.

PUBLICIDADE

Recomendados

IVC Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem prévia autorização
aRede aRede
aRede
aRede