Obra em adutora deixa 70% de PG sem água

Ponta Grossa

24 de agosto de 2019 16:48

Da Redação

  • Comentários
    0 compartilhados
  • Imprimir

Relacionadas

Criança fica em estado grave após acidente com trem

Automóvel colide com ônibus na Ronda

Automóvel colide com trem na Vila Borato

Corrida de rolimã movimenta a Visconde de Taunay
Criança é atropelada por trem no Nova Rússia
Carro dispara em posto e frentista evita acidente
Desfile cívico comemora aniversário do Núcleo Rio Verde
Parte da adutora de água bruta será substituída para assegurar maior segurança operacional ao sistema de abastecimento Foto: Divulgação
PUBLICIDADE

As intervenções estão programadas para este domingo. A região central, Uvaranas e Santa Mônica, onde estão concentrados os hospitais não sofrerão desabastecimento

 

A Companhia de Saneamento do Paraná (Sanepar) realiza em Ponta Grossa, neste domingo (25), obras de interligação na adutora do Rio Pitangui. O Rio Pitangui é o principal manancial de abastecimento da cidade, e corresponde a 70% da água consumida pela população de Ponta Grossa.

As intervenções programadas para domingo afetarão 70% da produção de água tratada da cidade. Os outros 30%, provenientes da captação Alagados, não serão afetados. “Estes 30% de produção vão priorizar a região central, Uvaranas e Santa Mônica, onde estão concentrados os hospitais, e a princípio não sofrerão desabastecimento durante a realização destas obras”, diz a gerente geral da Sanepar Região Sudeste, Jeanne Schmidt.

Conforme a programação dos serviços, a princípio, com a contribuição da população para que os reservatórios iniciem o domingo com o nível máximo de armazenamento, o impacto do desabastecimento deverá se concentrar apenas nas vilas da região de Oficinas, Órfãs e Palmeirinha. A região do Los Angeles, que possui um centro de reservação de 15 milhões de litros, estará abastecida no domingo, podendo ocorrer baixa de pressão e desabastecimento ao longo do dia de acordo com o comportamento do consumo da população.

A Sanepar alerta ainda que, em caso de alteração significativa no consumo nos dias anteriores, com impacto nos níveis de reservação, ou ainda por motivo de intempérie, falta de energia ou anormalidades constatadas na preparação para os serviços, as interligações serão reprogramadas e uma nova data será informada para a população.

“As obras são necessárias para substituir a tubulação desagastada, onde foram diagnosticados pontos de possível rompimento. Por isso, a Sanepar está atuando preventivamente para que não haja um colapso no sistema de forma a garantir o abastecimento para a população”, explicou a gerente geral.

Jeanne pede a colaboração da população para o consumo racional da água nos dias que antecedem a intervenção, para evitar reflexos no abastecimento. “A obra tem previsão de 12 horas de duração. Pedimos a colaboração da população de forma a economizar a água no sábado e no domingo. Ao economizar a água no sábado, conseguiremos recuperar o nível dos reservatórios e já na madrugada dar início aos trabalhos, minimizando os reflexos no abastecimento”, alerta.

O gerente regional da Sanepar Lincoln Vergés, destaca ainda que a população pode colaborar priorizando o uso da água para a alimentação e higiene pessoal, evitando a lavagem de carros, roupas e calçadas, evitando o alto consumo. “Infelizmente quem não tem caixa d'-água poderá ficar desabastecido. Quem tem a reservação, possivelmente nem sentirá o impacto dessa intervenção”, afirma.

Os serviços previstos para domingo fazem parte do lote de obras de ampliação e melhoria do chamado setor Central/Alphaville, em andamento desde o fim do ano passado. O investimento totaliza R$7,7 milhões e beneficia toda a população de Ponta Grossa.

PUBLICIDADE

Recomendados

IVC Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem prévia autorização
aRede aRede
aRede
aRede