De preto, Esméria leva frase de Paulo Freire a desfile cívico

Ponta Grossa

08 de setembro de 2019 09:12

Rodrigo de Souza

  • Comentários
    0 compartilhados
  • Imprimir

Relacionadas

Criança fica em estado grave após acidente com trem

Automóvel colide com ônibus na Ronda

Automóvel colide com trem na Vila Borato

Corrida de rolimã movimenta a Visconde de Taunay
Criança é atropelada por trem no Nova Rússia
Carro dispara em posto e frentista evita acidente
Desfile cívico comemora aniversário do Núcleo Rio Verde
Foto: Divulgação
PUBLICIDADE

Secretária de Educação de Ponta Grossa adere a protestos contra governo federal e veste preto em desfile da Independência. Legado de Freire foi tema do Congresso de Educação em 2019.

Os mais atentos ao desfile cívico de Independência realizado em Ponta Grossa no último sábado (7) notaram um protesto silencioso da secretária municipal de Educação, Esméria de Lourdes Saveli, contra o governo federal. Em um dia em que o presidente Jair Bolsonaro convidou a população para sair às ruas de verde e amarelo, Esméria optou por roupas pretas para participar das atividades cívicas no Centro da cidade. A cor foi escolhida pelos opositores do governo em todo o país como forma de protesto.

A secretária ainda estampou uma frase do patrono da Educação brasileira, Paulo Freire, na camiseta: “Educação não transforma o mundo. Educação muda as pessoas. Pessoas transformam o mundo”. A corrente freiriana não é vista com bons olhos pelo governo de Jair Bolsonaro - que chegou a afirmar no passado que usaria 'um lança-chamas' para expulsar do Ministério da Educação (MEC) as ideias do educador. 

Em nota enviada à Redação do portal aRede, através de assessores, a secretária considerou uma polêmica vazia de sentido, o “uso de preto” durante o desfile, uma vez que já desfilou de preto em ocasiões anteriores. Destacou que também outros integrantes da secretaria fizeram o mesmo e que havia pessoas com diversas cores diferentes, passando pelo vermelho, roxo, azul e branco, entre outras. Em relação à frase de Paulo Freire, lembrou que o patrono da Educação brasileira é o tema central do Congresso de Educação e da Feira do Livro deste ano, que discute Gestão Democrática e Justiça Social, à luz da obra do educador – e que por isso utilizou a roupa contendo a mensagem. Esméria destacou que é ‘freiriana’ desde o início de sua carreira e que as ideias de Freire contribuem decisivamente para o sucesso da Educação em Ponta Grossa.

Lembrou também que a frase em destaque na camiseta demonstra o apreço de Freire pela Educação e leva uma mensagem amorosa ao povo brasileiro: “A Escola não transforma o mundo, transforma as pessoas. As pessoas mudam o mundo”, dizia Paulo Freire.

O legado de Paulo Freire é tema norteador da edição de 2019 do Congresso de Educação de Ponta Grossa, realizado entre os dias 7 e 15 de setembro de maneira paralela à Feira do Livro.

PUBLICIDADE

Recomendados

IVC Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem prévia autorização
aRede aRede
aRede
aRede