IML identifica jovem assassinada a facadas em PG

Ponta Grossa

11 de setembro de 2019 10:59

Da Redação

  • Comentários
    0 compartilhados
  • Imprimir

Relacionadas

Homem é esfaqueado ao lado do Terminal de PG

Sicredi participa da Feira Paraná 2019

PG se une para ajudar jovem que sofreu AVC

Vestibular da UniSecal traz 18 cursos presenciais
Acidente entre dois carros deixa um ferido no Órfãs
5ª Igreja Batista Fonte da Vida celebra aniversário
Prefeitura e Prolar lançam o ‘Casa do Servidor PG’
Jéssica Mendes Machado levou pelo menos seis facadas pelo corpo nesta madrugada Foto: Reprodução/Facebook
PUBLICIDADE

Mulher de 27 anos foi encontrada morta nesta madrugada, na Avenida Antônio Saad, com várias perfurações pelo corpo; duas suspeitas foram detidas

Foi confirmada na manhã desta quarta-feira (11) a identidade da mulher morta a facadas nesta madrugada. Jéssica Mendes Machado, de 27 anos, levou pelo menos seis facadas nas costas, tórax e abdômen e morreu na Avenida Antônio Saad, na região do bairro Santa Mônica, em Ponta Grossa. Uma adolescente e uma mulher de 18 anos foram detidas e confessaram ter envolvimento com o crime.

Em entrevista ao repórter Jeferson Cascavel, parceiro do portal aRede, a suspeita de 18 anos tentou justificar o crime argumentando que a vítima estaria “se jogando” no marido dela e no companheiro da adolescente de 17 anos. “Assim não dá, daí morreu mesmo”, disse.

 Jéssica Mendes Machado foi cercada quando passava perto do cruzamento da avenida com a rua Valentin Favarin, por volta de 4h, e foi atingida por várias facadas. Equipes do Samu e do Corpo de Bombeiros foram acionadas, mas encontraram a vítima já sem sinais vitais.

As duas suspeitas foram encontradas por uma equipe da Guarda Municipal tentando arrombar um posto de combustíveis perto do local do crime. As mulheres estavam com as roupas sujas de sangue e confessaram o homicídio. As armas usadas para matar Jéssica foram apreendidas e levadas até a 13ª Subdivisão Policial (SDP).

A Polícia Civil deve instaurar inquérito para investigar as circunstâncias do assassinato e confirmar a versão dada pelas assassinas confessas. Fontes ligadas às autoridades que atenderam ao caso apontam que ambas têm relacionamentos amorosos com homens envolvidos com o tráfico de drogas e, por isso, a polícia ainda investiga se o crime realmente teve motivação passional.


Saiba mais:

Mulher é achada morta a facadas no meio da rua

Dupla suspeita de matar mulher é detida em posto

“Lembro dela esticada no chão pedindo socorro”, diz presa por homicídio

PUBLICIDADE

Recomendados

IVC Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem prévia autorização
aRede aRede
aRede
aRede