Suspeito de participar de chacina é preso

Ponta Grossa

21 de setembro de 2019 14:51

Afonso Verner

  • Comentários
    0 compartilhados
  • Imprimir

Relacionadas

Motociclista fica ferido após acidente em Uvaranas

Compras públicas em PG movimentam R$ 454 mi

Receita Estadual terá estande e realiza palestra na Feira Paraná

Cipauto conquista prêmio concessionária classe ‘A’
Sindirepa oferece curso de mecânica básica para mulheres
Destaques desta terça-feira no Portal aRede
Aliel Machado parabeniza os professores pelo seu dia
Foto: Reprodução
PUBLICIDADE

Rapaz de 26 anos de idade foi preso em Matinhos, no litoral do Paraná. Ele faria parte da quadrilha de uma das vítimas mortas em PG no último domingo (15)

O Setor de Homicídios da Polícia Civil (PC) de Ponta Grossa prendeu nesta sexta-feira (20) um rapaz suspeito de ter envolvimento com a chacina registrada no Santa Luzia no último domingo (15). Identificado apenas como C.H.D, 26 anos de idade, o rapaz foi preso em Matinhos, litoral do Paraná, e tinha mandado de prisão expedido pela Vara Criminal de São José dos Pinhais. 

De acordo com a Polícia Civil de PG, o rapaz pertencia à mesma quadrilha de Robson Ferreira de Freitas, uma das três vítimas da chacina registrada em PG no último domingo - além de Robson, a esposa e um filho do jovem também morreram. O jovem preso em Matinhos tem passagens por homicídio, receptação, furto e outros crimes.

Com a prisão, a Polícia Civil de Ponta Grossa acredita que novas informações sobre o crime cometido no Santa Luzia poderão ser apresentadas para a conclusão do inquérito policial.

Investigação aponta para acerto de contas

Até o momento, as informações apuradas pela Polícia Civil apontam para um crime de acerto de contas - Robson teria sido morto por motivações que advém do seu envolvimento com o mundo do crime. 

Ao todo, sete pessoas ficaram feridas

Além da morte de Robson, da esposa e do filho do casal, uma criança de apenas 7 anos de idade, o atentado registrado no Santa Luzia deixou outros quatro feridos - uma criança foi levada ao Pronto Socorro Municipal e liberada logo em seguida, já uma mulher também acabou ferida por estilhaços. Outras duas crianças tiveram que ser levadas ao Hospital Regional e receberam alta no começo desta semana.

PUBLICIDADE

Recomendados

IVC Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem prévia autorização
aRede aRede
aRede
aRede