Com decisão de Bolsonaro, Zampieri deve deixar o PSL

Ponta Grossa

12 de novembro de 2019 18:42

Da Redação


Relacionadas

Família procura jovem que desapareceu no Centro de PG

Romu e GM prendem suspeitos de tráfico no centro de PG

Cavalos roubados da equoterapia são encontrados

Carro com pendências bate em muro e passageiros fogem
Discussões sobre o Tarifa Zero voltam após o carnaval
Mãe e filho são presos por tráfico de drogas em PG
Mariquinha e Vila Velha estampam cadernos escolares
Foto: Kauter Prado / CMPG
PUBLICIDADE

Responsável por trazer Bolsonaro em março de 2018, o Vereador afirmou que pretende seguir destino partidário do presidente

Com a decisão do presidente Jair Messias Bolsonaro de deixar o Partido Social Liberal (PSL), o vereador Ricardo Zampieri também anunciou que deve deixar o partido. Único político com mandato eletivo no PSL em Ponta Grossa, Ricardo foi responsável por trazer Bolsonaro em março de 2018 à cidade. “Continuo apoiando o nosso presidente, inclusive a sua decisão partidária”, contou.

Ricardo lembrou que o PSL demonstrou problemas partidários tanto em nível municipal, como em níveis estaduais. “Eu entrei no partido convicto de fazer uma nova política e sempre disse que meu partido é o Brasil. Muitos dentro do PSL escolheram outros caminhos, caminhos que não me agradam, por isso devo deixar o partido em breve”, contou o vereador que cumpre o primeiro mandato no Legislativo.

Zampieri destacou ainda que, independentemente do partido, quer representar o campo da direita na disputa eleitoral em Ponta Grossa no próximo ano. “Quero seguir representando a família e o campo conservador nas discussões políticas. E decido acompanhar o presidente na decisão tomada por ele”, disse Ricardo.

O vereador deverá apoiar Bolsonaro na criação do partido Aliança Pelo Brasil - ao menos 30 deputados federais do PSL e de outras legendas deverão acompanhar Bolsonaro. A expectativa é que assinaturas sejam colhidas de forma eletrônica para a criação da nova legenda. “Vou me empenhar em ajudar o presidente na em arrecadar assinaturas em Ponta Grossa e nos Campos Gerais”, contou Ricardo.

As informações são da assessoria. 

PUBLICIDADE

Recomendados