Hackers expõem dados de servidores da Prefeitura de PG

Ponta Grossa

21 de novembro de 2019 13:59

Da Redação


Relacionadas

Incentivos ao turismo em PG viram modelo para o Brasil

Homem invade Restaurante Popular e ameaça mulher

Polícia Civil leva atendimento ao bairro de Uvaranas

Em PG, Rubens Bueno destaca ações e analisa cenário eleitoral
Justiça nega pedido para Edison Brittes deixar prisão
Lojista Ibrahim Ajaime morre de câncer aos 62 anos em PG
Retrogamer leva PG para uma viagem ao passado
Além de deixar mensagem contra a VCG, grupo alega ter vazado dados de servidores públicos e de estudantes usuários do Passe Livre Foto: Arquivo JM
PUBLICIDADE

Além de deixar mensagem contra a VCG, grupo alega ter vazado dados de servidores públicos e de estudantes usuários do Passe Livre

O sistema da Prefeitura de Ponta Grossa voltou a ser alvo de hackers na madrugada desta quinta-feira (21). Além de mensagens de protesto contra o prefeito Marcelo Rangel e a Viação Campos Gerais (VCG), concessionária do transporte coletivo no município, o grupo também alega ter vazado dados de servidores municipais e de estudantes usuários do Passe Livre.

Conforme texto enviado à redação do portal aRede e do Jornal da Manhã pelo grupo autor da invasão, identificado como 1NV1S1BL3 FROM GROUP CHAOS COMPUTER CLUBE, o ataque foi mais um protesto contra o aumento da tarifa do transporte – o valor foi derrubado por meio de uma liminar e voltou para R$ 3,80. Entre outras críticas, foram postadas mensagens como “diga não ao monopólio do transporte público abusivo, corrupto, e sem transparência na cidade aceito pelo prefeito Marcelo Rangel”.

Os hackers também alegam terem vazado dados dos servidores públicos da Prefeitura num site chamado ‘pastebin’. Alguns dos dados dos servidores públicos expostos foram nome completo, código do cargo atual, RG, CPF, e-mail, telefone, nº do PIS, filiação, renda total, CEP, bairro, e estado civil. Além disso, o grupo também garante que conseguiu vazar alguns logins dos sistemas da prefeitura com usuário e senha da controladoria, sistema de intranet, CPS, transferências voluntárias, entre outros. Também foram vazados dados pessoais de estudantes do transporte público coletivo como RG, CPF, data de nascimento, e-mail, CEP e número do cartão transporte.

Esta é a segunda vez neste ano que o mesmo tipo de ataque acontece no sistema da Prefeitura Municipal. Em agosto, o alvo do ataque foi o site da Secretaria Municipal de Educação (SME) com o mesmo objetivo de protesto.

Através de nota oficial, a Prefeitura de Ponta Grossa se manifestou sobre o caso.

"A Prefeitura de Ponta Grossa, através do Departamento de Informática, informa que identificou um acesso externo aos sistemas da administração municipal. O invasor inseriu um registro no banco de dados e divulgou informações contidas em um banco de dados através de links públicos. Foram acessados dados internos de cadastro de servidores, que são informações públicas, bem como banco de dados de cadastro de estudantes do Passe Livre, incluindo números de documento pessoal. Os sistemas da Prefeitura que foram invadidos já foram retirados do ar. Será registrado boletim de ocorrência e o Município dará encaminhamento às medidas legais cabíveis ao caso, como a busca pela retirada do ar do link onde foram divulgados o banco de dados com informações pessoais dos estudantes cadastrados". 

PUBLICIDADE

Recomendados

IVC Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem prévia autorização