Pequenos autores recebem seus livros em noite especial

Ponta Grossa

21 de novembro de 2019 15:00

Da Redação


Relacionadas

Incentivos ao turismo em PG viram modelo para o Brasil

Homem invade Restaurante Popular e ameaça mulher

Polícia Civil leva atendimento ao bairro de Uvaranas

Em PG, Rubens Bueno destaca ações e analisa cenário eleitoral
Justiça nega pedido para Edison Brittes deixar prisão
Lojista Ibrahim Ajaime morre de câncer aos 62 anos em PG
Retrogamer leva PG para uma viagem ao passado
PUBLICIDADE

Ao todo, participaram 205 crianças do maternal ao quinto ano, sendo que 155 adquiriram e receberam o livro no evento. 

Crianças do Colégio Integração tiveram uma noite para ficar na memória na última terça-feira (19). Os alunos foram Estrelas Literárias e receberam os livros feitos por eles mesmos diante de seus pais, professores e toda a comunidade escolar. O projeto faz parte do programa de incentivo à leitura do colégio em parceira com a Estante Mágica.

Ao todo, participaram 205 crianças do maternal ao quinto ano, sendo que 155 adquiriram e receberam o livro no evento. O programa durou cerca de quatro meses, entre a produção dos autores, com a escrita, desenho e editoração. “Esse ano tínhamos um tema que era de contos de fadas, então as crianças recriavam essas histórias, com a escrita e desenhos em suas respectivas salas de aula com seus professores e aí a coordenadora do projeto organizou todo o material, digitalizou e encaminhou para a Estante Mágica, que fez toda impressão e diagramação dos livros”, explica a gestora do Colégio Integração Adriana Uller. Para os alunos menores de quatro anos, as histórias foram redigidas por seus professores.

A parceria entre Integração e Estante Mágica surgiu por acaso, em pesquisa na internet. “Já estávamos buscando um grande projeto de incentivo à leitura e aí me deparei com esse programa, encaminhei para a Juliana, que entrou em contato com o pessoal e implantou o projeto”, conta Adriana.

A Estante Mágica, tem como objetivo estimular o protagonismo nas crianças por meio da escrita e leitura, oferecendo às escolas um projeto gratuito que torna cada criança autora do próprio livro e já transformou mais de 400 mil alunos em escritores.


Noite mágica

“Cinderela, um mar de aventuras”, “O belo aborrecido”, “A Chapeuzinho da Cidade” e “Ariel volta ao Mar”, foram algumas das obras dos novos autores, que aguardavam ansiosos para ter em mãos sua arte. Caio Frenzel Thomas do terceiro ano recriou a história da Rapunzel e fala da experiência. “Foi muito legal fazer o livro, nunca tinha feito antes, toda minha família queria ver o que fiz, mas acredito que eu estava mais ansioso que todo mundo”, diz Caio.

Os astros, guardaram segredos até para seus pais em alguns casos, Ana Paula da Silva, é mãe dos escritores Pedro Henrique da silva Andrade do primeiro ano e Vicente da Silva Andrade do pré 1 e relata a expectativa criada. “Eles queriam fazer surpresa, quando perguntava sobre a história que eles estavam escrevendo, os meninos só diziam que eu iria saber apenas quando ficasse pronto e hoje pude conhecer um pouco desses personagens criados pelo Pedro e Vicente”, comenta Ana Paula.

A mãe ainda comenta sobre a importância de projetos como esse para a formação de seus filhos. “Tanto eu, quanto meu esposo somos professores e sempre incentivamos a leitura deles, aí quando os meninos contaram que iriam escrever um livro ficamos muito empolgados e percebíamos o entusiasmo das crianças também. Portanto, a partir do momento em que se tem essa oportunidade é muito significativo para eles”, fala Ana Paula.

A intenção do Colégio Integração é formar uma grande coleção com livros dos escritores mirins. “Esse foi o pontapé inicial para criarmos o próprio projeto e momentos como esse são fundamentais para aguçar neles o interesse pela leitura, imaginação e que eles busquem mais e mais os livros”, conclui a coordenadora do Estrelas Literárias, Juliana de França Monteiro.

Com informações da Assessoria de Imprensa

PUBLICIDADE

Recomendados

IVC Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem prévia autorização