PG estuda ampliar terceirização dos serviços de ‘tapa-buracos’

Ponta Grossa

02 de dezembro de 2019 18:43

Rodrigo de Souza


Relacionadas

‘GEIV’ virá a PG neste fim de semana para homologar IFR

OAB na Comunidade acontece neste sábado em Ponta Grossa

Faculdade Sagrada Família abre inscrições para o Vestibular

Decoração natalina reforça PG como destino turístico
Bombeiros de PG receberam centenas de cartinhas de Natal
Rangel propõe amplo debate do Tarifa Zero em 2020
Câmara analisará doações no Parque Ecotecnológico
Foto: Divulgação
PUBLICIDADE

Segundo Márcio Ferreira, objetivo é terceirizar todos os serviços, fazendo com que funcionários da pasta fiquem responsáveis somente pela fiscalização dos trabalhos.

A Secretaria Municipal de Serviços Públicos de Ponta Grossa avalia a possibilidade de terceirizar todas as atividades ligadas à manutenção de vias e galerias. A informação foi dada pelo secretário Márcio Ferreira. Atualmente o serviço já é parcialmente realizado por empresas terceirizadas, mas o objetivo é fazer com que todo o trabalho seja feito pelas contratadas.

“Em breve nosso plano é que nossos funcionários só administrem os terceirizados. Isso tem dado certo no mundo todo e não temos que ficar aqui ‘inventando a roda’. Nosso objetivo é terceirizar desde recapeamento, asfalto, patrolamento, cascalhamento... tudo. Nossos funcionários só irão atender”, contou o secretário.

Ferreira explicou que, com o crescimento da cidade e o aumento de vias pavimentadas, os serviços da pasta consequentemente também tendem a ficar maiores, exigindo a atuação de mais pessoas nos serviços de manutenção. “Ponta Grossa está crescendo demais, o que é bastante benéfico e amplia nosso trabalho. O prefeito lançou um programa de 100 km de pavimentação, então são muitos novos bairros que devem precisam da manutenção”, explicou.

O processo de terceirização dos serviços, que também incluem a manutenção de galerias, começou em 2018. Ele foi sugerido pelo próprio secretário e aceito pelo prefeito Marcelo Rangel (PSDB). Agora a proposta é ampliar a terceirização. “A eficiência é outra. As empresas terceirizadas chegam às 7 horas da manhã na frente de trabalho e ficam até as 7 horas da noite. Eles querem receber pelo serviço e acabar a obra o quanto antes”, disse.

Na época em que foi anunciado o processo de terceirização, em 2018, o secretário também apontou vantagens do ponto de vista logístico. “Quando contratamos uma empresa de asfalto usinado, por exemplo, muitas vezes ficamos esperando a empresa entregar o produto no local da operação, isso atrasa o serviço e prejudica a otimização do processo”.

Pasta poderá dar mais atenção para outros serviços

Com a terceirização dos processos referentes à manutenção de vias, a secretaria de Serviços Públicos terá mais tempo para analisar e colocar em prática ações em outros pontos da cidade, como poda de árvores e manutenção de espaços públicos. “Nós temos trabalhado em várias frentes, na tentativa de conseguir ao menos amenizar algumas situações mais graves”, disse. Ainda não há um prazo para que o serviço seja terceirizado por completo. A expectativa é que ele seja implantado de maneira gradual.

PUBLICIDADE

Recomendados

IVC Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem prévia autorização