Acusado de feminicídio alega traição conjugal

Ponta Grossa

04 de dezembro de 2019 18:15

Da Redação


Relacionadas

Militares do Exército responderão por quatro crimes

Assistência Social recebe auxílio para Banco de Alimentos

Polícia Militar e Guarda Municipal recebem salas na 13ª

Prefeitura facilita Portal do Contribuinte pelo aplicativo
Feira Verde recolheu quase 6 mil pneus desde início de 2020
Prefeitura projeta reabertura do aeroporto para outubro
Família presta homenagem a professor morto pela covid
Marcelo Ávila, 43, disse ter tirado a vida da ex-mulher, a professora Luciane Ávila, 42, por suspeitar de uma traição conjugal Foto: Cristiano Barbosa
PUBLICIDADE

Suspeito disse ter tirado a vida da ex-mulher, a professora Luciane Ávila, 42, por suspeitar de uma traição conjugal

Em entrevista ao portal aRede e ao Jornal da Manhã, na tarde desta quarta-feira (4), Marcelo Ávila, 43, disse ter tirado a vida da ex-mulher, a professora Luciane Ávila, 42, por suspeitar de uma traição conjugal. Disse também não ter premeditado o crime e que não é usuário de droga. Revelou que ele e a mulher eram ministros de igreja. Ávila será qualificado e interrogado nesta noite pela autoridade policial. Ele responderá a processo por feminicídio. 

Clique aqui para acompanhar a entrevista do acusado

PUBLICIDADE

Recomendados