Acusado de feminicídio alega traição conjugal

Ponta Grossa

04 de dezembro de 2019 18:15

Da Redação


Relacionadas

Odontoponta oferta convênio exclusivo para implantes dentários

Vencedor do Masterchef assina restaurante ponta-grossense

Comércio varejista de PG acumula alta de 2,2% em 2019

PG terá usina para transformar resíduo orgânico em energia
Madero adquire nova máquina de pães para ‘Cozinha Central’ em PG
Prefeitura já recuperou 60 Km de estradas rurais em 2020
PG recebe R$ 4,1 mi do Pré-Sal; Saiba o destino da verba
Marcelo Ávila, 43, disse ter tirado a vida da ex-mulher, a professora Luciane Ávila, 42, por suspeitar de uma traição conjugal Foto: Cristiano Barbosa
PUBLICIDADE

Suspeito disse ter tirado a vida da ex-mulher, a professora Luciane Ávila, 42, por suspeitar de uma traição conjugal

Em entrevista ao portal aRede e ao Jornal da Manhã, na tarde desta quarta-feira (4), Marcelo Ávila, 43, disse ter tirado a vida da ex-mulher, a professora Luciane Ávila, 42, por suspeitar de uma traição conjugal. Disse também não ter premeditado o crime e que não é usuário de droga. Revelou que ele e a mulher eram ministros de igreja. Ávila será qualificado e interrogado nesta noite pela autoridade policial. Ele responderá a processo por feminicídio. 

Clique aqui para acompanhar a entrevista do acusado

PUBLICIDADE

Recomendados

IVC Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem prévia autorização