OAB pede o fim da violência contra as mulheres

Ponta Grossa

06 de dezembro de 2019 16:22

Cristiano Barbosa


Relacionadas

PG registra 20ª morte causada pela covid-19

“Chegamos no platô, vamos começar a descer”, diz Rangel

Motoboy fica gravemente ferido após acidente

Motociclista fica ferido após queda na Monteiro Lobato
Ótica Iris Verde lança promoção e cobre qualquer orçamento
Candidatos na eleição de 2020 têm que sair do rádio e da TV
Reforma prevê aumento na carga tributária dos serviços
PUBLICIDADE

A mobilização foi no Calçadão da Rua Coronel Cláudio no centro de Ponta Grossa

A Ordem dos Advogados do Brasil – Subseção de Ponta Grossa, juntamente com a Seccional e as demais Subseções do Paraná, se uniram nesta sexta-feira (6), em uma mobilização pelo fim da violência contra as mulheres, a partir das 13 horas, no Calçadão da Rua Coronel Cláudio, próximo ao Terminal Central. O objetivo foi mobilizar e sensibilizar especialmente os homens no engajamento pelo fim da violência contra a mulher.

 A Campanha do Laço Branco, como é conhecido o Dia Nacional de Mobilização dos Homens pelo Fim da Violência contra as mulheres, criado em 20 de junho de 2007, pela Lei n° 11.489, acontece em mais de 50 países e é considerado pela Organização das Nações Unidas (ONU) uma das maiores iniciativas mundiais direcionadas para a temática. Para marcar a data, as pessoas são convidadas a usarem um laço branco na roupa, semelhante ao utilizado no Outubro Rosa.

Em entrevista ao Jornal da Manhã e portal aRede a presidente da Comissão da Mulher, Silvia Elaine da Silva, explica que a ação tem caráter informativo. “Nossa Comissão se fez presente nesta data para esclarecer dúvidas e discutir junto com a população, pois essa situação infelizmente aqui no município está bastante complexa, e estamos aqui juntamente com a Patrulha Maria da Penha fazendo nosso papel social. ” ressalta.

Rubia Carla Goedert presidente da OAB Ponta Grossa, fala sobre a importância de chamar a atenção da população para esse assunto. “É preciso chamar a atenção da sociedade para esse problema, que acontece em todo o mundo. O Brasil é o quinto país em casos de feminicídio. E os índices vêm crescendo consideravelmente nos Campos Gerais e em Ponta Grossa”, aponta a Rubia. “Os homens têm um papel fundamental como parceiros na defesa dos direitos das mulheres e na promoção da igualdade de gênero. Por isso, estamos realizando essa mobilização. Convidamos a todos que desejarem se unir a nós nesta ação”, fala.

Desde 2015 a OAB faz parte do Movimento Eles por Elas (HeForShe), da ONu e, neste ano, também se soma à Campanha do Laço Branco.  

Informações OAB e portal aRede.

PUBLICIDADE

Recomendados