PLATAFORMAS


EDITORIAS


SEÇÕES


PROJETOS


INSTITUCIONAL

Stocco sugere programa municipal de prevenção ao suicídio

Ponta Grossa

10 de março de 2020 17:16

Da Redação


Relacionadas

Mateus Chociai é o novo presidente do PSB Ponta Grossa

Força-tarefa inicia megaoperação contra o crime

Polícia prende em flagrante homem que aplicava golpes

Casa da Indústria da Fiep inaugura novo espaço em PG
Corpos são encontrados na região de Alagados
VCG abre diálogo no 1º Café com a Direção
PG abre agendamento para vacina contra gripe hoje
Foto: Kauter Prado / CMPG
PUBLICIDADE

Projeto de lei do vereador pretende criar plano para conscientizar sobre o tema em escolas e unidades de saúde. Proposta segue para análise das comissões internas da Câmara.

O vereador Geraldo Stocco (Rede) protocolou na Câmara de Ponta Grossa, no início da semana, um projeto de lei que pretende conscientizar a população a respeito do suicídio. O Plano Municipal de Prevenção sobre o tema estabelece diretrizes que devem ser seguidas pelas pastas de Saúde e Educação da Prefeitura, com o objetivo de diminuir os índices em Ponta Grossa.

A proposta prevê a realização de palestras de conscientização durante a semana de 10 de setembro, Dia Mundial de Prevenção sobre o tema. O público-alvo seriam profissionais da área da Saúde, com o objetivo de auxiliar na identificação de pacientes que possam evoluir para quadros de suicídio. o plano também sugere a exposição de cartazes em locais de circulação de pessoas, como unidades de saúde, além da criação de canais de atendimento e monitoramento da população.

“O suicídio é um tema de Saúde pública que vem crescendo no Brasil e no mundo e costuma ser cercado de tabus. As pessoas costumam fugir do assunto, por medo ou desconhecimento, e não percebem os sinais que uma pessoa pode aparentar”, destaca o vereador, lembrando que nove em cada dez casos de suicídio podem ser prevenidos, de acordo com dados da Organização Mundial da Saúde (OMS). 

Stocco ainda ressaltou o fato de que o país já possui estratégias públicas de prevenção ao suicídio, o que facilitaria o trabalho das pastas municipais na instalação do plano local. A proposta segue para análise das comissões internas da Câmara e ainda não tem prazo para ser votada em plenário.

As informações são da assessoria. 

PUBLICIDADE

Recomendados