PLATAFORMAS


EDITORIAS


SEÇÕES


PROJETOS


INSTITUCIONAL

Valtão comemora aprovação de cobrança fracionada no EstaR

Ponta Grossa

11 de março de 2020 18:36

Da Redação


Relacionadas

União Brasil aposta em Rudolf 'Polaco' como pré-candidato

PG encaminha 15 mil pessoas para vagas de emprego

PG confirma três inscritos para a 14ª edição do Transcatarina

Parque Vila Velha recebe treinamentos corporativos
Homem bêbado furta cemitério e acaba preso em PG
Vídeo de câmera de segurança mostra execução em PG
GM prende homem que tentou dispensar sacola com drogas
Foto: Divulgação
PUBLICIDADE

Legislativo aprova projeto do vereador Valtão para que usuário pague somente pelo tempo de permanência na vaga. Proposta recebeu voto favorável de 12 parlamentares.

A Câmara de Ponta Grossa aprovou, em primeira discussão, o projeto de lei nº 04/2020, que previa mudanças no Estacionamento Regulamentado (EstaR). A principal delas é a cobrança fracionada de créditos, permitindo que o usuário pague pelo tempo exato que utilizou a vaga. Atualmente o sistema cobra a cada meia hora de uso, por mais que o motorista saia antes do prazo. A proposta é de autoria do vereador Walter José de Souza, o Valtão (PP), e precisa ser aprovada em segunda discussão para ser encaminhada ao Executivo.

A sessão foi marcada por intensa discussão entre os parlamentares favoráveis e contrários à proposta, mas acabou aprovada com 12 votos a favor e nove contra. Votaram favoravelmente ao projeto, além de Valtão, os vereadores Geraldo Stocco (Rede), Pietro Arnaud (Rede), Ricardo Zampieri (PSL), George Luiz de Oliveira (PMN), Jorge da Farmácia (PDT), Dr. Magno (PDT), Eduardo Kalinoski (PSDB), Sargento Guiarone (PROS), Celso Cieslak (PRTB), Professora Rose (PSB) e Sebastião Mainardes (DEM)..

“Acredito que a decisão dos vereadores traz justiça quanto ao uso e pagamento do sistema, já que agora a população pagará somente pelo tempo de uso, e não mais pelos pacotes de meia-hora. Já que a prefeitura optou pelo uso da tecnologia no EstaR, é necessário que ela seja utilizada para o benefício da população, e não para aumentar a arrecadação”, destaca o vereador.

Além da aprovação do pagamento fracionado, o projeto também traz de volta a utilização dos bloquinhos de estacionamento - estes com as frações de meia hora, como de costume. A medida, se acordo com o vereador, também traz mais pluralidade e universaliza o sistema. “Muitas pessoas questionaram sobre o fim dos talões e a falta de praticidade em adquirir o crédito do EstaR no caso de não haver um celular conectado à internet disponível. Esse item do projeto também resolve esse problema”, conta.

A medida deve voltar a ser discutida pelos vereadores na Câmara e, se aprovada novamente, seguirá para sanção do prefeito Marcelo Rangel (PSDB).

As informações são da assessoria. 

PUBLICIDADE

Recomendados