Gráfico ilustra abertura escalonada do comércio em PG

Ponta Grossa

05 de abril de 2020 08:57

Da Redação


Relacionadas

Momento Cavalli traz família para falar sobre o autismo

PG terá 1˚C nesta quinta e geada vem forte

Ponta Grossa registra 23 novos casos da Covid-19

Parceria viabiliza a revitalização da praça da Catedral
VCG pretende reduzir circulação de dinheiro nos ônibus em PG
Linha 190 de Ponta Grossa está inoperante
Hildebrando de Souza desenvolveu o projeto Unidade Conectada
PUBLICIDADE

Lojas do comércio de Ponta Grossa serão reabertas a partir desta segunda-feira (6) de forma escalonada

A Prefeitura de Ponta Grossa divulgou, neste sábado (4), um gráfico que ilustra, de uma forma de mais fácil ao entendimento com o impacto visual, como funcionará a abertura dos estabelecimentos comerciais a partir desta segunda-feira (6) no município. Ele reúne os detalhes do decreto número 17.207, publicado no Diário Oficial do Município da última sexta-feira (3). 

De acordo com o decreto, a abertura do comércio será gradativa e escalonada, sendo que a maior parte dos setores poderão abrir apenas duas vezes por semana, como lojas de móveis e eletrodomésticos (apenas segunda e quintas) e lojas de calçados e confecções (apenas terças e sextas). Além de buscar evitar a aglomeração em estabelecimentos, a medida também tem o objetivo que não haja o acúmulo de pessoas no transporte coletivo. As medidas foram adotadas para o enfrentamento ao coronavírus.

Os serviços tidos como essenciais (como supermercados, postos de combustíveis, entre outros) não estão incluídos na lista da alternância, e continuam podendo abrir normalmente.

 

Abertura pode ser revista se houve aglomerações

O prefeito Marcelo Rangel (PSDB) foi explícito ao falar sobre o plano de retorno das atividades comerciais em Ponta Grossa. Após anunciar uma série de medidas na sexta-feira (3), o gestor foi categórico ao destacar que agirá caso a fiscalização descubra casos de aglomeração. “Se houver multidão nas ruas ou aglomeração no comércio, vamos fechar tudo de novo”, avisou.

De acordo com o prefeito, caso existam multidões nas ruas, seja no comércio popular ou no comércio “da elite”, o lockdown [tudo fechado] vai voltar. “Contamos com a conscientização das pessoas sobre isso, as pessoas tem que entender que não estamos de férias e nem brincando. A coisa é muito séria”, afirmou Rangel.

PUBLICIDADE

Recomendados