PLATAFORMAS


EDITORIAS


SEÇÕES


PROJETOS


INSTITUCIONAL

Sandro anuncia construção de viadutos em PG

Ponta Grossa

08 de maio de 2020 18:06

Dhiego Tchmolo


Relacionadas

Ex-diretor da Prolar participa de oitiva na ‘CPI da Cidatec’

Seminário discute novo modelo de transporte para PG

Justiça derruba 36º aditivo no contrato do lixo em PG

PM apreende arma de homem morto em confronto na BR-376
PRF realiza instrução para militares em Ponta Grossa
Jovem é atropelada por moto na Siqueira Campos
App Vacina PG atualiza para pessoas com 30 e 31 anos
Prazo de conclusão das obras é até novembro de 2021, diz secretário Foto: Divulgação
PUBLICIDADE

Obras começarão em junho nos acessos principal e secundário, próximo a Tetra Pak e DAF respectivamente, buscando melhorar trânsito, logística e retornos na cidade

O secretário de Infraestrutura e Logística do Estado do Paraná, Sandro Alex, concedeu uma entrevista exclusiva ao portal aRede e falou sobre obras em Ponta Grossa e região. Destaca-se os inícios das obras de dois novos viadutos: um próximo a Tetra Pak (acesso principal) e outro junto a DAF Caminhões (acesso secundário). As obras, segundo o secretário, deverão iniciar em junho, com prazo de entrega para novembro de 2021.

As construções, explica Sandro, já foram anunciadas anteriormente junto ao Ministério Público Federal (MPF), Secretaria de Infraestrutura e Logística e Departamento de Estradas e Rodagem (DER), através de um acordo contemplado e feito no ano passado (2019), que permite várias melhorias em todo o Paraná. Na sequência, o secretário explica sobre os viadutos.

“Temos essas duas obras de arte: estamos falando dos dois acessos de Ponta Grossa. O primeiro deles é um viaduto em frente a Tetra Pak, a Heineken, nesse distrito industrial no acesso a Ponta Grossa. Será um grande viaduto, vou mostrar esse projeto, que contempla marginais e que vai poder também dar o retorno a todos os motoristas que precisa fazê-lo”.

Para Sandro, a obra no acesso principal irá acabar com um problema recorrente e antigo na cidade. “Hoje não há o retorno: quem precisa retornar a Curitiba, por exemplo, tem que entrar em Ponta Grossa. O acesso, a entrada de Ponta Grossa, tem esse grave problema de logística porque os caminhões se acumulam e que querem fazer o retorno. Não há uma obra de arte, que dê retorno Esse novo viaduto vai poder oferecer o acesso ao retorno, marginais”, diz o secretário.

Outra vantagem elencada por Alex é em relação a quem vem do aeroporto de Ponta Grossa: as pessoas poderão pegar pelo Cará-Cará e avenida da Heineken, no bairro Santa Barbara, a saída para a marginal. Através do viaduto, os veículos poderão “pegar o Contorno Leste, por exemplo, para ir para o Hospital Regional, sem passar pelo Centro ou ter que pegar o retorno do Madero”.

O segundo viaduto será no acesso secundário de Ponta Grossa, próximo a Frísia e a DAF caminhões, que dá acesso a condomínios como o Alphaville. “Ali tem um trevo em nível, que inclusive ao final do dia tem longas filas. Ele já teve muitos acidentes, vítimas que acabaram se acidentando nesse trevo. Também é um novo viaduto que vai oferecer retorno e vai dar mobilidade”, conta Sandro.

As duas obras, elenca o secretário, tem motivos para acontecer. “Isso é devido a cidade: uma cidade logística, que tem um grande entroncamento rodoviário, sempre pleiteou essas obras. Então, com muito orgulho pude estar no momento certo, na hora certa, no local certo para poder efetuar a negociação, incluindo essas como obras prioritárias do Governo do Estado”, conclui Sandro.

Região

O secretário também cita outras três obras de melhorias na rodovia: o primeiro é um novo viaduto na Castrolanda, em Castro, que também começará em junho. O ponto dá acesso as cooperativas e indústrias da cidade, além de ter problemas de cruzamento, retorno e logística que serão resolvido.

Em Piraí do Sul há o Trevo das Brotas, que também será contemplado, segundo Alex. Esta obra já iniciou há alguns dias atrás. Para fechar, há a inclusão de uma passarela em Carambeí que irá acabar com problemas de passagem de pedestres, que sairá e será anunciado pela pasta de Infraestrutura e Logística.

PUBLICIDADE

Recomendados