Polícia prende casal envolvido em morte de agente

Ponta Grossa

12 de maio de 2020 11:59

Afonso Verner


Relacionadas

PG ganha destaque mundial por ações de proteção animal

Audiências virtuais garantem acolhimento na pandemia

PG tem 26 novos casos de covid-19, aponta boletim

Prefeitura confirma terceira morte por covid-19 em PG
Feira de Hortaliças acontece às terças e sextas em PG
Obras deixam 21 vilas de PG sem água no domingo
PG ainda tem disponíveis 3 mil vacinas contra a gripe
Foto:
PUBLICIDADE

Polícia Civil prendeu outros dois envolvidos na morte de Lodeval Santos Ribas, em fevereiro deste ano 

Equipes da Polícia Civil, comandadas pelo delegado Maurício Jasinski, prenderam na manhã deste terça-feira (12) duas pessoas envolvidas no latrocínio (roubo seguido de morte) do agente penitenciário Lodeval dos Santos Ribas. O crime aconteceu no dia 21 de fevereiro deste ano e Lodeval faleceu dois dias depois. Outras três pessoas que tinham participação no crime.

De acordo com as investigações, o crime aconteceu por volta das quando três indivíduos adentraram em uma mercearia, em Olarias. O trio anunciou o assalto e, em seguida, um dos criminosos realizou um disparo contra um dos clientes presentes, o agente penitenciário Lodeval. O profissional da segurança pública faleceu dois dias depois do crime e os bandidos fugiram apenas com a arma de Lodeval.

Horas depois do crime, uma equipe da Polícia Militar prendeu, em flagrante, quatro pessoas, dentre os quais três homens e uma mulher, além de apreender um adolescente. Na ocasião foi recuperada a pistola roubada do agente, assim como foi apreendido um revólver que teria sido utilizado no crime. 

Flagrante inicial

Durante a lavratura do flagrante, as autoridades constataram que dois dos homens e um adolescente teriam participação no latrocínio que vitimou o agente. Os dois homens foram autuados em flagrante pela prática do latrocínio e o adolescente apreendido em razão de ato infracional. O outro homem e a mulher foram autuados em flagrante pelo porte ilegal de arma e munição.

Investigações

Apesar das prisões em flagrante, o Setor Operacional da 13ª Subdivisão Policial continuou as investigações e constatou, através de informações, o envolvimento de uma mulher, de 28 anos - a mesma que já havia sido presa por porte ilegal de arma de fogo logo após o crime.  

Segundo a Polícia Civil, a mulher teria repassado informações para outro homem, de 36 anos, com quem mantinha relacionamento, sobre o agente penitenciário. Com isso, o companheiro dela articulou o crime que contou com a participação dos outros dois homens já autuados em flagrante e do adolescente apreendido. 

As investigações mostraram ainda que a mulher, inclusive, foi a guia, tendo levado os indivíduos até o estabelecimento que Lodeval estava, todos ocupando o mesmo veículo. O mesmo veículo utilizado para fuga era conduzido pelo homem preso nesta terça-feira - ou seja, o casal permaneceu fora do bar para dar auxílio à fuga. 

Com informações da Polícia Civil.

PUBLICIDADE

Recomendados