Homem é preso em PG por agredir filha com martelo

Ponta Grossa

14 de maio de 2020 16:42

Dhiego Tchmolo


Relacionadas

Rudolf viabiliza doação de projeto de interiores para HU

Posto Rodoil será inaugurado nesta segunda em PG

Elizabeth destaca experiência na vida pública e força do PSD

aRedeShopping disponibiliza mais de 3 mil produtos
‘Drive-thru solidário’ ocorre neste domingo
Curso de Gestão feito na UEPG adia divulgação de resultados
PG bate recorde de casos e tem mais de 500 registros de Covid
Ocorrência ocorreu na noite de ontem (13) Foto: Divulgação
PUBLICIDADE

Segundo relato da menina, ela foi ferida na cabeça quando entrou na frente da mãe no momento em que o pai tentava atacá-la com um martelo

A Guarda Municipal de Ponta Grossa, órgão vinculado à Secretaria Municipal de Cidadania e Segurança Pública (SMCSP), prendeu, na noite de ontem (13),  um homem por agredir a filha de seis anos com um martelo. A situação foi registrada no Residencial Athenas, em Uvaranas e teve o acompanhamento do Conselho Tutelar.

De acordo com informações da SMCSP, a ação teve início após solicitação de apoio da GM feita pelo Conselho Tutelar para a verificação de uma denúncia de agressão a criança. Ao chegar no local, a mãe da menina negou a situação, afirmando que a filha havia sofrido uma queda, versão que já havia sido mencionada pela mesma durante atendimento prévio no Hospital da Criança e que havia sido repassada ao Conselho Tutelar. 

Ao perceberem a tentativa da mãe em omitir os fatos para preservar o marido, as equipes da Prefeitura solicitaram falar somente com a criança, que acabou relatando que tinha sido ferida durante uma briga entre o pais. Segundo relato da menina, ela foi ferida na cabeça quando entrou na frente da mãe no momento em que o pai tentava atacá-la com um martelo. 

Munidos dos fatos, os agentes indagaram novamente a mãe, que acabou admitindo a veracidade da história. Porém, questionada sobre o paradeiro do marido, a mulher informou não possuir a informação e que o mesmo teria saído de casa e não tinha voltado até o momento. 

No entanto, no decorrer da situação, as equipes foram informadas por um terceiro de que o agressor se encontrava em outra residência na mesma vila, o que motivou o deslocamento da Guarda Municipal até o endereço mencionado e a localização mesmo. 

Ao chegar no local,o suspeito deixou o interior do imóvel mediante solicitação da equipe, que procedeu com abordagem, revista pessoal e prisão do agressor. Por fim, foi feito o encaminhamento do suspeito até a delegacia da 13ª SDP. 

Informações da assessoria de imprensa.

PUBLICIDADE

Recomendados