Restaurantes de PG poderão receber uma família por mesa

Ponta Grossa

21 de maio de 2020 16:25

Dhiego Tchmolo


Relacionadas

Caminhão ‘dispara’ e atinge imóveis no Parque do Café

Estudo evidencia principais polos industriais da região

Em carta pública, Dr. Zeca esclarece apoio a Marcio Pauliki

Motorista desvia de cachorro e capota na Souza Naves
PG bate novo recorde de casos da Covid-19
Concurso para confeiteiros artesanais abre inscrições
UEPG realiza pesquisa sobre atendimento odontológico
Vinícius explica que a distância entre as mesas, de 2 metros, será mantida Foto: Divulgação
PUBLICIDADE

Iniciativa do vereador Vinícius Camargo (PSD), em reunião com empresários e representantes do setor, amplia acesso – atualmente limite é de duas pessoas a cada mesa

O vereador Vinícius Camargo (PSD), líder do Governo na Câmara Municipal de Ponta Grossa (CMPG), conquistou um importante avanço para os restaurantes, bares e estabelecimentos do setor alimentício da cidade. Em uma reunião nesta quinta-feira (21) viabilizada por Vinícius, empresários do setor e representantes do setor chegaram ao consenso para autorizar uma família por mesa nos estabelecimentos.

Atualmente, o decreto que trata do tema prevê que cada mesa possa ser ocupada por apenas uma pessoa o que, na prática, quase inviabiliza o funcionamento destes locais. "Esse novo acordo deve passar a vigorar na próxima semana, com um novo decreto que deve ser divulgado em Diário Oficial na edição deste final de semana", explica o vereador Vinícius Camargo.

Vinícius explica que a distância entre as mesas, de 2 metros, será mantida. "Vamos avançar agora para algo sensato. Uma família que chegue junta a um restaurante poderá utilizar a mesma mesa. Acredito que isso seja sensato porque essas pessoas vem, normalmente, no mesmo carro, convivem no mesmo espaço. Desta forma, defendo que essa é saída viável do ponto de vista da saúde pública", explica.

O vereador ressaltou ainda as "acertadas decisões" do prefeito Marcelo Rangel sobre o isolamento e o combate à pandemia da Covid-19. "Entre as grandes cidades do Paraná somos a única sem óbitos, além de termos um número de casos confirmados relativamente baixo e uma situação controlada. Isso só foi possível diante das medidas assertivas do prefeito", salientou Camargo.

Camargo lembra ainda que, desde que os restaurantes foram autorizados a reabrir, no dia 13 de abril, tem se buscado dialogar com o Ministério Público, os empresários e com a Prefeitura em busca de um meio termo. "Nesse período, boa parte dos restaurantes e empreendimentos do tipo sobreviveram do delivery. No entanto, a possibilidade de consumo nos locais deve estimular a nossa economia", contou.

Segundo o líder do governo, os detalhes das novas regras deverão ser revelados pelo decreto que será assinado pelo prefeito Marcelo Rangel (PSDB). "Temos um avanço importante que garante segurança à saúde pública e também condições para que os empresários sigam trabalhando e gerando riqueza na nossa cidade", conta Camargo.

Informações da assessoria de imprensa.

PUBLICIDADE

Recomendados