Stocco propõe nova ação para acolher moradores de rua

Ponta Grossa

25 de maio de 2020 17:40

Dhiego Tchmolo


Relacionadas

Veja quais são os novos números da covid-19 em PG

Bombeiros controlam incêndio no Santa Paula

Polícia prende homem após assalto na Carlos Cavalcanti

Polícia Militar prende trio com drogas na BR-376
Com ajuda de repórter, tucano é resgatado na Vila Marina
Homem é preso após aplicar marteladas na cabeça do vizinho
Com depressão, mulher coloca fogo na própria casa
Ofício sugere moradores de ruas sejam acolhidos no período noturno e passem a noite protegidos no local Foto: Divulgação
PUBLICIDADE

Ofício enviado no dia 23 de maio à Fundação de Ação Social deve ser decidido nos próximos dias

O vereador, Geraldo Stocco (PSB), solicitou nesta-quinta-feria, dia 22, a abertura para acolher os moradores de rua no Ginásio Jamal Farhalla Bazzi. A solicitação, feita através de ofício voltada à Fundação de Ação Social, visa garantir que a população em situação de rua seja abrigada para proteger do frio e garantir mais conforto.

O ofício sugere que, a partir do dia 01 de junho, os moradores de ruas sejam acolhidos no período noturno e passem a noite protegidos no local. Segundo Stocco, a proposta é que a ação dure três meses e que ao longo de todo mês de junho, julho e agosto tenham datas específicas para abertura do Ginásio. Além disso, o vereador explica que, principalmente devido as previsões de frente fria, a ajuda a estas pessoas é necessária. “De acordo com as previsões meteorológicas do SIMEPAR, haverá uma queda brusca nas temperaturas com mínima na faixa de 2º. Acolher os mais necessitados, assim como fizemos em 2019, amenizará um pouco o sofrimento dessa população”, afirma. 

Este ano, a solicitação surge com mais antecedência. A antecipação, segundo Stocco é para que a Fundação de Ação Social tenha tempo hábil de programarem a realização da abertura e limpeza do local para uso dos atletas que ali treinam.

Além da abertura do ginásio, o ofício enviado à Fundação também solicita que o custeamento dessa operação seja feito por parte do recurso de R$ 115 mil que a Prefeitura Municipal de Ponta Grossa irá receber do Governo do Estado através do Conselho Estadual de Assistência Social (CEAS) proveniente do Ad Referendum nº 004/2020.

De acordo com o vereador, esse recurso já prevê ações do Município em prol das pessoas em situação de vulnerabilidade social. “O uso desse recurso seria ideal, porque assim não há o comprometimento das finanças do município”, finaliza. A aprovação do ofício deve ocorrer nos próximos dias.

Informações da assessoria de imprensa. 

PUBLICIDADE

Recomendados