Prefeitura licita R$ 5 mi para ciclovia entre PG e Itaiacoca

Ponta Grossa

28 de maio de 2020 22:00

Da Redação


Relacionadas

Fiscais abordam 13 pessoas durante toque de recolher

'Obras na Souza Naves começam no sábado', diz Rangel

Homem de 61 anos é a sétima vítima da covid-19 em PG

Sem lembrar o que aconteceu, idoso ferido é levado ao PSM
UEPG realiza evento de debates sobre a crise e jornalismo
Pedestres são vítimas de roubo em diferentes bairros de PG
Policial militar de folga salva criança engasgada em PG
A ciclofaixa deve ligar o campus da Universidade Estadual de Ponta Grossa (UEPG) até o Passo do Pupo Foto: Divulgação
PUBLICIDADE

A ciclofaixa deve ligar o campus da Universidade Estadual de Ponta Grossa (UEPG) até o Passo do Pupo

A Prefeitura de Ponta Grossa marcou para o dia 2 de julho, no período da tarde, a licitação da execução de obras de implementação da ciclovia na PR-531, no trecho que liga o bairro de Uvaranas ao Distrito de Itaiacoca. Os recursos públicos para a benfeitoria são superior a R$ 4,8 milhões. As informações são do secretário Celso Augusto Sant'Anna, da Secretaria Municipal de Infraestrutura e Planejamento.

A ciclofaixa deve ligar o campus da Universidade Estadual de Ponta Grossa (UEPG), desde a rotatória na entrada, até o Passo do Pupo, em uma obra que deve totalizar R$ 4,6 milhões. O investimento é do governo do Estado e foi anunciado no ano passado por Ratinho Junior (PSD), durante as atividades da Feira Paraná no mês de outubro. 

A obra terá extensão de 17,7 km e será construída junto à rodovia PR-513. O espaço é uma importante rota de ciclistas e praticantes de trilha, ligando perímetro urbano de Ponta Grossa até a região rural. Um projeto inicial foi apresentado em março do ano passado pelo secretário de Planejamento e Infraestrutura do município, Celso Sant’Ana. Na época, foi destacado o desenvolvimento do turismo ciclístico que a obra deve gerar, em uma das regiões que reúne vários atrativos. Entre as belezas naturais do Passo do Pupo estão a Fenda das Andorinhas e as Furnas Gêmeas.

O estudo já havia sido apresentado em 2016, mas foi refeito e otimizado para dar mais segurança aos ciclistas e motoristas que trafegam pelo acesso. Ainda não há previsão para o início das obras, já que elas dependem dos trâmites envolvendo o estudo e o novo edital de licitação para as obras.

O pré-projeto para a construção da ciclofaixa, elaborado pela prefeitura, foi levado ao governo do Estado através do secretário de Infraestrutura e Logística, Sandro Alex de Oliveira. Em maio, a proposta recebeu uma análise final do Departamento de Estradas de Rodagem (DER-PR), que retornou o projeto de engenharia para a prefeitura, para que fossem feitas alterações em alguns pontos. Com as mudanças, a liberação dos recursos pode ser viabilizada. 


Obra ultrapassa aspecto estrutural

Para o prefeito Marcelo Rangel (PSDB), a obra é emblemática e ultrapassa o aspecto estrutural. “Essa ciclovia não vem só para ligar essas duas regiões e fornecer mais segurança no trânsito da rodovia. Ela também serve como uma propulsora do cicloturismo na nossa cidade”, analisa Rangel. A empresa interessada em participação da licitação poderá obter mais informações, bem como a íntegra do Edital e anexos, junto ao Departamento Administrativo da Secretaria Municipal de Planejamento, localizado à Avenida Visconde de Taunay, 950, no horário das 12h às 18h. O telefone para contato é 42-3220-1304.

PUBLICIDADE

Recomendados