PLATAFORMAS


EDITORIAS


SEÇÕES


PROJETOS


INSTITUCIONAL

Projeto da UEPG é selecionado para fase regional de premiação

Ponta Grossa

16 de junho de 2020 18:00

Da Redação


Relacionadas

UPA Santa Paula enfrenta falta de insumos para atender covid

Carro é atingido por trem na entrada da Vila Borato

Jovem é preso por tráfico de drogas na região da Chapada

Restaurantes de PG participam do Festival Brasil Sabor
Homem é preso com simulacro de arma em Ponta Grossa
Motociclista fica ferido após colisão em Uvaranas
Aliel visita a Prolar e discute ações para novas moradias
Convênio entre a universidade e o Depen prevê ações voltadas à reinserção de detentos ao ambiente social. Foto: Vanessa Hrenechen
PUBLICIDADE

Convênio entre a universidade e o Depen prevê ações voltadas à reinserção de detentos ao ambiente social.

O projeto desenvolvido pela Universidade Estadual de Ponta Grossa (UEPG) em parceria com o Departamento Penitenciário do Estado do Paraná (DEPEN) através da Direção da Unidade de Progressão (UP 1), foi selecionado para a fase regional da 17ª edição do Prêmio Innovare. O convênio entre ambas as instituições prevê ações voltadas à reinserção de detentos ao ambiente social.

 A medida envolve diretamente o Núcleo de Estudo e Acompanhamento da Vara de Execuções Penais de Ponta Grossa, coordenado pelo professor Rauli Gross Junior. O docente, que também é chefe de Gabinete da Reitoria da UEPG, destaca a importância das ações para a reinserção social dos detentos, que trabalham na universidade e ainda participam de programas de capacitação profissional.

“O projeto teve um excelente retorno tanto por parte dos apenados quanto em relação à comunidade acadêmica.  Temos detentos em vários canteiros de trabalho, como na biblioteca e no Museu dos Campos Gerais – na área de restauração de livros e documentos, na marcenaria, na jardinagem e na parte de manutenção do Campus, por exemplo. A ideia principal é dar uma oportunidade de trabalho e dentro do possível auxiliar na capacitação da mão de obra, aproximando o apenado da sociedade”, explica Rauli.

O Prêmio Innovare pretende selecionar como prática Destaque a iniciativa que represente os melhores esforços para a Defesa da Liberdade. Este ano, o tema é livre para as categorias Tribunal, Juiz, Ministério Público, Defensoria Pública, Advocacia e Justiça e Cidadania.

O chefe de gabinete da UEPG conta que já participou, juntamente com a direção da Penitenciária Estadual de Ponta Grossa, de outras 3 edições do Prêmio Innovare com a inscrição de outras iniciativas. “Este ano, conversei com o diretor da Unidade de Progressão (UP l) junto a PEPG, Bruno José Propst, que através da sua secretaria fez a inscrição do projeto”, explica.

O convênio realizado com o Depen integra várias áreas da UEPG, como o Gabinete da Reitoria, Proad, Precam, Bicen, Museu Campos Gerais, entre outras diretorias da instituição. “É a Universidade Pública rompendo barreiras em busca da inclusão social”, reforça Rauli.

Com informações da Assessoria de Imprensa.

PUBLICIDADE

Recomendados