Em novo boletim, PG chega a 255 casos de covid-19

Ponta Grossa

21 de junho de 2020 17:53

Da Redação


Relacionadas

Ultrapack comemora 15 anos com promoções e sorteios

Incêndio destrói residência abandonada no Órfãs

Edmauro Assunção é indicado ao posto de coronel

Call Center da UEPG passará a monitorar casos de covid-19
Polícia Civil indicia casal de PG por estupro de criança
5ª Brigada de Cavalaria Blindada tem troca de comando
Moto leva 'fechada' de carro e piloto fica ferido em Uvaranas
Boletim mostra 16 novos casos da doença em Ponta Grossa nas últimas 24 horas Foto: Marcelo Pinto/APlateia
PUBLICIDADE

Dados revelados neste domingo mostram 16 novas confirmações da doença na cidade; dois óbitos são investigados

O número de casos de covid-19 em Ponta Grossa mais do que triplicou desde o dia 1º de junho, como mostra o novo boletim divulgado pela Fundação Municipal de Saúde (FMS) neste domingo (21). Com os 16 novos casos confirmados na cidade no documento mais recente, o município agora soma 255 pacientes diagnosticados com o novo coronavírus, sendo que 87 deles já estão recuperados, 167 ainda permanecem ativos. A cidade mantém um óbito pela doença.

Na comparação com o início deste mês, o número registrado neste domingo é mais do que o triplo do registrado no dia 1º de junho, quando a cidade tinha 80 casos confirmados, 51 deles já recuperados. O crescimento do número de casos levou o governo municipal a endurecer algumas regras, alterar o horário de funcionamento de determinados tipos de estabelecimentos comerciais e decretar toque de recolher neste fim de semana.

Ainda conforme o boletim, a cidade tem duas mortes sob investigação – exames poderão informar se as vítimas morreram em decorrência da covid-19. Outros 23 óbitos já foram descartados desde o início da pandemia. Quinze pacientes estão internados com suspeita da doença e outras 2.249 pessoas são monitoradas por terem mantido contato com pacientes positivados.

Dos 167 pacientes que têm a doença ativa no organismo, 164 estão em isolamento domiciliar e outros três em enfermarias da cidade. 

PUBLICIDADE

Recomendados