Aulas do Município e Estado podem voltar em agosto

Ponta Grossa

22 de junho de 2020 20:03

Dhiego Tchmolo


Relacionadas

Comércio de PG tem menor queda de vendas do PR

Zampieri questiona sobre contrato de terceirização da UPA

Começa hoje o Congresso Internacional de Direito Processual

Vinicius encaminha homenagem à gestão de parque
PG registra novo óbito por Covid e total chega em 15
Cescage terá debates importantes no Ciclo da Ciência
Sandro notifica Ecovia sobre tragédia na BR-277
Esméria Saveli também ressaltou importância do 'Vem Aprender' Foto: Divulgação
PUBLICIDADE

Secretária de Educação de Ponta Grossa detalhou planejamento e análise do avanço da pandemia no mês de julho para retorno dos alunos

A secretária de Educação do Município de Ponta Grossa, Esméria de Lourdes Saveli, concedeu uma entrevista ao Portal aRede e Jornal da Manhã sobre a possibilidade da volta das aulas da rede municipal de ensino. Segundo avaliação do Governo do Estado, o Município sinaliza um cronograma para que o ensino presencial volte para no dia 3 de agosto.

Confira a entrevista completa sobre o tema com a secretária Esméria Saveli.

Contudo, há vários detalhes a serem entendidos e o panorama pode mudar de acordo com os próximos meses. A secretaria diz que o tema já foi discutido e deverá ser implementado em sintonia com todo o Paraná, apesar de Ponta Grossa ser uma das poucas cidades a manter autonomia nas decisões do funcionamento da rede municipal de ensino.

“O Paraná tem 399 municípios. Desse número, mais de 300 ainda pertencem ao sistema estadual do Paraná. Ponta Grossa, desde 2003, não é ligado ao sistema estadual. No entanto, ainda que a gente tenha uma certa independência em relação ao sistema estadual, nós vamos retornar as aulas quando o governador do Estado do Paraná (Ratinho Junior) definir”, explica Esméria

Para isso, desde o momento em que houve a possibilidade, Ponta Grossa vem se antecipando para se adequar ao calendário. “O governador sinalizou, em uma das entrevistas, depoimentos, que voltaria dia 3 de agosto. Então, a partir daí nós fizemos um calendário, porque nós temos que atender as 800 horas para considerar o ano letivo”, destaca a secretária.

As próximas semanas, especialmente o próximo mês, serão decisivos para bater o ‘martelo’ em relação a rede municipal – o que deverá, englobar, também, o ensino estadual e as escolas particulares de todo o estado. “Como nós vamos retornar, isso vai depender da situação que a gente vai ter agora em julho para podermos trabalhar esse retorno”, complementa Esméria.

Para conclui, Esméria cita o estudo que envolve, também, a parte sanitária e da Saúde do Estado. “Nós vivemos cada dia. Como secretária de Educação defini essa questão com a equipe que nós só vamos voltar quando autoridades superiores – eu acho que tem que vir do Estado, inclusive – assinalarem que é para a gente voltar. Não depende da minha vontade”, conclui a educadora.

'Vem Aprender'

Para não deixar os alunos sem acesso aos conteúdos durante a pandemia do novo coronavírus, a Secretaria de Educação de Ponta Grossa implementou, em abril, o programa na TV Educativa ‘Vem Aprender’. De lá para cá, elenca Esméria, a teleaula só cresceu. “As aulas remotas estão divididas em quatro momentos: 1h30 para quarto e quinto anos de manhã, 1h30 para segundo e terceiro anos depois do almoço, 1h para alfabetização e meia hora para a pré-escola“, cita a secretária municipal

PUBLICIDADE

Recomendados