Rangel 'detona' oposição e diz que terminal será feito

Ponta Grossa

07 de julho de 2020 16:55

Da Redação


Relacionadas

Colégio Sesi Internacional de PG traz novidades

Servidores da ‘linha de frente’ seguirão com adicional insalubridade

Taxa de ocupação dos hotéis de PG cai 34,5% em 2020

Vereadores querem listagem nominal dos vacinados
Conversão proibida causa acidente em PG; Veja o vídeo
Acidente envolve dois caminhões na Souza Naves
Servidores sexagenários não devem retornar ao trabalho
Marcelo Rangel e Daniel Milla quando da apresentação do projeto do terminal Foto: Divulgação
PUBLICIDADE

Prefeito de Ponta Grossa ‘bate firme’ em opositores a quem define como ‘destrutivos e vergonhosos’ 

O prefeito Marcelo Rangel (PSDB) usou as redes sociais para manifestar a sua indignação com a impossibilidade de tirar do papel o projeto do Terminal do Núcleo Santa Paula. A licitação foi cancelada nessa segunda-feira (6), segundo consta no Diário Oficial do Município. Essa informação, detalhada pelo Portal aRede e Jornal da Manhã, causou frustração aos moradores da região do Contorno.

Em manifestação nesta terça-feira (7), o prefeito de Ponta Grossa bateu ‘pesado’ naqueles que gostam de travar o desenvolvimento da cidade. “No mesmo dia que Ponta Grossa venceu na Justiça para as obras dos viadutos da Souza Naves, infelizmente perdemos a possibilidade de fazermos o terminal Santa Paula, devido a interesses politiqueiro da minha oposição”, comenta.

Segundo Rangel, um grupo de opositores entrou com ação para impedir a licitação do Terminal Santa Paula, e neste caso conseguiu impedir. “Retiramos o processo e será necessário realizar outro projeto com especificações totalmente diferentes no projeto básico, o que irá atrasar a obra. Uma pena. Termos uma oposição tão destrutiva e vergonhosa. Deus tem mais pra dar do que para o outro pra tirar. Estamos refazendo tudo”, sinaliza.

A licitação, além da construção do Terminal Santa Paula, trazia a exploração comercial, administração, manutenção e reforma dos cinco terminais de Ponta Grossa: Centro, Oficinas, Nova Rússia e Uvaranas – além do futuro local a ser construído. Outro espaço que seria incluído no pacote de concessões seria o Shopping Popular, o ‘Paraguaizinho’. O valor máximo de toda a licitação teria o valor máximo de R$ 35 milhões, por uma concessão de 35 anos dos seis espaços. Com a revogação, não há previsão de uma nova publicação sobre esses espaços.

Em relação às obras da avenida Souza Naves, após a decisão da 2ª Vara Federal de Ponta Grossa, através do juiz federal Antônio César Bochenek, que julgou extinto o processo motivo por empresários, comerciantes e moradores da região, Rangel citou que ela serão executadas. 

A informação foi corroborada pelo secretário de Infraestrutura e Logística do Estado do Paraná, Sandro Alex (PSD), que divulgou um vídeo e citou que as melhorias começam nos próximos dias.

Carlos Cavalcanti terá melhorias

No final da noite dessa terça-feira, o prefeito Marcelo Rangel voltou a usar as redes sociais para falar sobre os temas anteriormente abordados. Entre os principais pontos estão a possibilidade de diminuição da passagem com o Terminal Santa Paula e uma novidade em uma via essencial para Ponta Grossa. “E, a Carlos Cavalcanti tem novidade nos próximos dias”, falou o chefe do Executivo ponta-grossense.

PUBLICIDADE

Recomendados