Rangel 'detona' oposição e diz que terminal será feito

Ponta Grossa

07 de julho de 2020 16:55

Da Redação


Relacionadas

UEPG participa da discussão do plano de retomada econômica

Frísia e Alltech firmam parceria para doação de caixas de leite

Gaeco cumpre mandados de busca na Ciretran de PG

Curso da UEPG abre inscrições para prova de proficiência
PRF dá dicas para dirigir com restrição de visibilidade
PG confirma nova morte causada pela covid-19
“Não tem uma notícia boa da OMS”, lamenta Marcelo Rangel
Marcelo Rangel e Daniel Milla quando da apresentação do projeto do terminal Foto: Divulgação
PUBLICIDADE

Prefeito de Ponta Grossa ‘bate firme’ em opositores a quem define como ‘destrutivos e vergonhosos’ 

O prefeito Marcelo Rangel (PSDB) usou as redes sociais para manifestar a sua indignação com a impossibilidade de tirar do papel o projeto do Terminal do Núcleo Santa Paula. A licitação foi cancelada nessa segunda-feira (6), segundo consta no Diário Oficial do Município. Essa informação, detalhada pelo Portal aRede e Jornal da Manhã, causou frustração aos moradores da região do Contorno.

Em manifestação nesta terça-feira (7), o prefeito de Ponta Grossa bateu ‘pesado’ naqueles que gostam de travar o desenvolvimento da cidade. “No mesmo dia que Ponta Grossa venceu na Justiça para as obras dos viadutos da Souza Naves, infelizmente perdemos a possibilidade de fazermos o terminal Santa Paula, devido a interesses politiqueiro da minha oposição”, comenta.

Segundo Rangel, um grupo de opositores entrou com ação para impedir a licitação do Terminal Santa Paula, e neste caso conseguiu impedir. “Retiramos o processo e será necessário realizar outro projeto com especificações totalmente diferentes no projeto básico, o que irá atrasar a obra. Uma pena. Termos uma oposição tão destrutiva e vergonhosa. Deus tem mais pra dar do que para o outro pra tirar. Estamos refazendo tudo”, sinaliza.

A licitação, além da construção do Terminal Santa Paula, trazia a exploração comercial, administração, manutenção e reforma dos cinco terminais de Ponta Grossa: Centro, Oficinas, Nova Rússia e Uvaranas – além do futuro local a ser construído. Outro espaço que seria incluído no pacote de concessões seria o Shopping Popular, o ‘Paraguaizinho’. O valor máximo de toda a licitação teria o valor máximo de R$ 35 milhões, por uma concessão de 35 anos dos seis espaços. Com a revogação, não há previsão de uma nova publicação sobre esses espaços.

Em relação às obras da avenida Souza Naves, após a decisão da 2ª Vara Federal de Ponta Grossa, através do juiz federal Antônio César Bochenek, que julgou extinto o processo motivo por empresários, comerciantes e moradores da região, Rangel citou que ela serão executadas. 

A informação foi corroborada pelo secretário de Infraestrutura e Logística do Estado do Paraná, Sandro Alex (PSD), que divulgou um vídeo e citou que as melhorias começam nos próximos dias.

Carlos Cavalcanti terá melhorias

No final da noite dessa terça-feira, o prefeito Marcelo Rangel voltou a usar as redes sociais para falar sobre os temas anteriormente abordados. Entre os principais pontos estão a possibilidade de diminuição da passagem com o Terminal Santa Paula e uma novidade em uma via essencial para Ponta Grossa. “E, a Carlos Cavalcanti tem novidade nos próximos dias”, falou o chefe do Executivo ponta-grossense.

PUBLICIDADE

Recomendados