BRF moderniza e amplia a produção na fábrica de PG

Ponta Grossa

13 de julho de 2020 20:07

Fernando Rogala


Relacionadas

Fagundes Cunha celebra aniversário e 10 anos como Desembargador

Colégio Vila Militar Cescage realizará seleção para bolsas de estudo

Vinicius Camargo homenageia artista plástico na Câmara de PG

Unimed PG é finalista em premiação nacional
Rede particular de PG e região perde mais de 680 alunos
Após seis meses do 1º caso de Covid, PG inicia retomada
Voepass aumenta voos e PG terá conexão com Foz
Unidade está localizada em Uvaranas Foto: Divulgação
PUBLICIDADE

Com aporte, unidade reduz desperdício de matérias primas e amplia produção para 6.4 mil pizzas por hora


Desde o ano passado, a BRF, uma das maiores companhias de alimentos do mundo, deu início ao projeto de digitalização da maior fábrica de pizzas do Brasil, localizada em Ponta Grossa, no Paraná. Com tecnologia que já reduziu cerca de 15% o desperdício de matérias-primas, a linha de produção possui equipamentos de ponta que garantem a qualidade diferenciada dos alimentos. Com esta inovação, a linha chega a produzir atualmente 6,4 mil pizzas por hora.

O projeto consiste em coletar os dados que antes eram feitos manualmente pelos operadores da linha e agora passou a ser realizado por meio de um aplicativo para smartphone com armazenamento na nuvem. “A nova tecnologia teve influência nas tratativas de desperdício de matérias-primas, auxiliando na redução em torno de 15% de desperdício, aumentando a produtividade e a redução dos custos operacionais”, comenta Antonio Cesco, diretor global de TI BRF.

A unidade da BRF de Ponta Grossa produz pizzas desde 1998 e hoje conta com uma moderna linha de produção, garantindo a eficiência e a qualidade dos produtos. O sabor mais vendido é a pizza de calabresa da Sadia com 20% de preferência do consumidor. Outros sabores do portfólio também fazem parte da linha de produção da marca: quatro queijos, frango com requeijão, lombo, marguerita, muçarela e portuguesa. Já as pizzas da Perdigão são produzidas nos sabores brasileira, napolitana e calabresa.

“A adoção do software para a coleta de dados está dentro de um conjunto de iniciativas adotadas pela BRF para a transformação digital dentro da indústria. Essa iniciativa está alinhada ao sistema de excelência operacional (SEO) da BRF, que viabiliza a execução das atividades internas de forma simples e objetiva, dando resultado para o negócio”, finaliza Cesco.


Resultados serão ampliados

A unidade de Ponta Grossa foi a primeira do Grupo BRF a receber esse software. Além de tornar o processo mais ágil, a iniciativa propicia uma forte integração entre o time operacional e de tecnologia da informação, através de uma abordagem multidisciplinar, colaborativa e ágil. Com isso, um dos principais objetivos é acelerar as tomadas de decisões e beneficiar os resultados da companhia.

Com informações da assessoria de imprensa

PUBLICIDADE

Recomendados