Em PG, apoio pré-eleitoral causa ‘racha’ no Democratas

Ponta Grossa

14 de julho de 2020 18:23

Afonso Verner


Relacionadas

Rangel quer mulher na chefia da Agência do Trabalhador

Cotrasa entrega caminhão da série especial ‘Heróis da Estrada’

Urgente: duplo homicídio mobiliza autoridades de PG

Curso online da UEPG aborda comunicação e escrita científica
Rapaz foge da GM e abandona mochila cheia de drogas
Projeto quer qualificar jovens para setor de TI
Orçamento de PG não permite promessa eleitoreira, diz Gadini
Foto: Divulgação
PUBLICIDADE

Após partido flertar com a candidatura de Marcio Pauliki (SD), secretários municipais anunciaram saída da legenda

Um possível apoio do Democratas à candidatura de Marcio Pauliki (SD) à Prefeitura Municipal de Ponta Grossa (PMPG) causou um racha no partido. Depois da legenda flertar com a candidatura do ex-deputado estadual, inclusive indicando o vice na chapa, secretários municipais filiados à legenda anunciaram que vão deixar o grupo nos próximos dias. 

Em uma publicação feita no grupo ‘Política em foco’, do portal aRede, o secretário de Governo e de Comunicação, Fabrízio Bussato, anunciou uma debandada do partido.  “Secretários municipais filiados ao DEM reuniram-se  na tarde desta terça para manifestar apoio ao prefeito Marcelo Rangel e comunicar que deixarão o partido nos próximos dias”, escreveu.

A debandada teria sido motivada pela aproximação do grupo mais próximo do deputado Plauto Miró à candidatura de Pauliki - tema que já vem movimentando os bastidores há algumas semanas. O anúncio de Fabrízio foi feito junto de uma foto ao lado do prefeito Marcelo Rangel, acompanhado dos colegas Paulo Barros (Meio Ambiente) e Roberto Pelissari (presidente da AMTT).

PUBLICIDADE

Recomendados