Sindicato pede retorno das aulas na educação infantil

Ponta Grossa

27 de julho de 2020 18:46

Afonso Verner


Relacionadas

Construtora entrega unidades atendendo público jovem

Prestes entrega residencial e se destaca junto ao público jovem

Setor empresarial de PG ganha novo grupo do 'BNI'

Comércio de PG se recupera e vendas crescem em julho
PG retorna ao limite prudencial de gastos com pessoal
Primeiro debate do 1º turno tem regras definidas
Elizabeth vai executar três novos lagos no Parque de Olarias
Foto:
PUBLICIDADE

Sinepe/PR encaminhou ofício para retomada das aulas a Educação Infantil em 46 municípios do Paraná 

O Sinepe/PR segue em contato direto com os órgãos oficiais do Paraná para promover uma integração de medidas e debate junto ao setor. Nesta segunda-feira (27), um ofício foi protocolado a prefeitos e secretários de saúde de 46 municípios do estado, incluindo Ponta Grossa, solicitando o retorno gradual da Educação Infantil, uma das mais afetadas durante os quatro meses de quarentena. Em Ponta Grossa, as aulas estão suspensas desde 20 de março

“O desenvolvimento integral da criança em seus aspectos físico, psicológico, intelectual e social já foi duramente afetado, e prolongar isso por tempo indeterminado é colocar em xeque a continuidade da educação delas não apenas em 2020, mas durante toda a vida”, diz Esther Cristina Pereira, presidente do Sinepe/PR, pontuando que a aula online não é indicada para crianças nessa idade, de 0 a 5 anos.  “Vamos começar atender pelos pequenos, pois as mães que precisam trabalhar e estão deixando os filhos com vizinhas, mães crecheiras. Nesses locais, onde estão crianças de famílias diferentes, o risco é muito maior do que ficar na escola, que seguirá protocolos”, compara. 

A Educação Infantil, como dever do Estado, é ofertada em instituições próprias — creches para crianças até três anos e pré-escolas para crianças de quatro e cinco anos — em jornada diurna de tempo parcial ou integral. Logo, trata-se também de uma forma de oferecer a muitos pais, que continuam prestando serviços essenciais durante a pandemia da Covid-19, uma forma de auxílio. 

“Inicialmente, nossa proposta é que essa retomada seja gradual, priorizando os pais que prestem serviços essenciais. Todas as instituições associadas ao sindicato estão cientes das medidas que serão necessárias nesse retorno”, reforça Esther. 

O ofício foi elaborado levando em consideração, também, o contexto nacional. Em capitais como Manaus (AM), o Ensino Infantil foi retomado nos últimos dias, assim como em alguns municípios do Rio de Janeiro. A tendência inevitável, na avaliação do Sinepe/PR, é que os órgãos oficiais tenham um posicionamento no Paraná para os próximos dias. 

Os 46 municípios do Paraná que o Sinepe/PR protocolou o ofício foram: Araucária, Campina Grande do Sul, Campo Largo, Candói, Carambeí, Cascavel, Castro, Chopinzinho, Colombo, Curitiba, Dois Vizinhos, Fazenda Rio Grande, Foz do Iguaçu, Francisco Beltrão, Guaíra, Guarapuava, Guaratuba, Ibema, Ivaiporã, Jesuítas, Joaquim Távora, Lapa, Laranjeiras do Sul, Mangueirinha, Manoel Ribas, Marechal Cândido Rondon, Palmas, Palmeira, Palotina, Paranaguá, Pato Branco, Pinhais, Pinhão, Pirai do Sul, Piraquara, Ponta Grossa, Pontal do Paraná, Quatro Barras, Rio Branco do Sul, Rio Negro, São José dos Pinhais, São Mateus do Sul, São Miguel do Iguaçu, Telêmaco Borba, Toledo e União da Vitória.  

Sobre o Sinepe/PR 

O Sindicato dos Estabelecimentos Particulares de Ensino do Estado do Paraná representa as escolas através de ações que possam conquistar ganhos para todo o grupo de escolas - junto ao poder público, junto aos meios de comunicação e até na esfera jurídica.  Tem como um de seus objetivos estreitar as relações entre os proprietários de escolas conhecendo suas necessidades e representando-os junto a outros segmentos; propiciar meios para aprimorar a atuação dos estabelecimentos de ensino, através de atividades educacionais e culturais, promovendo e zelando pela conduta ética dos seus associado. O Sinepe/PR oferece às escolas associadas o apoio e orientação necessários ao bom desempenho de suas atividades, nas áreas pedagógica, administrativa e jurídica. 

As informações são da assessoria. 

PUBLICIDADE

Recomendados