13º BIB emite nota após soldados cometerem crime

Ponta Grossa

02 de agosto de 2020 07:43

Afonso Verner


Relacionadas

Colégio realiza projeto preparatório para vestibular

ADM 2020 divulga resultado dos artigos selecionados

Fundação confirma o 105° óbito por Covid-19

Projeto Social de PG realiza congresso online para idosos
ICP têm programação alusiva ao Dia do Idoso
Candidatos destacam oportunidade de debater propostas para PG
“PG não pode silenciar diante do desmonte governista”, diz Professor Gadini
Comando do Batalhão emitiu nota oficial; Foto: Arquivo / aRede
PUBLICIDADE

Militares foram presos suspeitos de assassinato. Trio ingressou no Exército Brasileiro em março deste ano

O Comando do 13º Batalhão de Infantaria Blindado (13º BIB) emitiu uma nota sobre a participação de três soldados em um crime bárbaro em Ponta Grossa. Assinada pelo tenente coronel Jauro Francisco da Silva Filho, a nota destaca que os soldados teriam confessado a participação na morte do motorista de aplicativo Luiz André Walylo - o crime teria sido cometido no último dia 29. 

"No crime há participação confessa de três soldados recrutas do 13º BIB: Gustavo Michel de Freitas, Guilherme Procópio Leite e Vagner Huller dos Santos. Os três soldados incorporaram no Exército em março de 2020, não são militares de carreira e não se encontravam de serviço ou em operações militares no dia 29 de julho", diz a nota emitida pelo comandante. 

"Cabe ressaltar que o suporte de informações está sendo direcionado ao 1º Batalhão de Polícia Militar do Paraná e à 13º Subdivisão Policial de Ponta Grossa-PR. Será aberto processo na esfera administrativa relacionado ao caso, o que PODERÁ culminar com a expulsão dos envolvidos da Instituição", destaca o documento

"Esta Organização Militar lamenta pela conduta inaceitável dos soldados e compadece-se com os familiares da vítima pelo ocorrido", conclui a nota. 

Saiba mais:

Soldados do 13º BIB são presos por assassinato

PUBLICIDADE

Recomendados