Caminhoneiro morre após ser agredido em posto de PG

Ponta Grossa

03 de agosto de 2020 15:26

Afonso Verner


Relacionadas

Projeto quer qualificar jovens para setor de TI

Orçamento de PG não permite promessa eleitoreira, diz Gadini

Mabel Canto propõe criação de Policlínicas da Família

PG recebe 1º Seminário Online de Educação Inclusiva na Prática
Debate ganha importância com proximidade da eleição
Prefeitura anuncia orçamento superior a R$ 1 bi
Uninter oferta cursos na área de responsabilidade social
Foto: Reprodução/ Redes Sociais
PUBLICIDADE

Vítima chegou a seguir viagem, mas morreu após dar entrada na Santa Casa de Palmeira

O caminhoneiro Junior Zavascki, 42 anos de idade, morreu após ser agredido em uma briga em Ponta Grossa. A confusão aconteceu em um posto de combustíveis da cidade no sábado (1º) e, mesmo ferido, Junior seguiu viagem até Palmeira. Na cidade, ao parar em um posto de combustível na PR-151, ele foi atendido por equipes do Corpo de Bombeiros e chegou a ser levado à Santa Casa, mas acabou não resistindo e entrando em óbito na madrugada de domingo (2). 

A confusão que terminou com a morte de Junior teria acontecido em um posto de combustível na região do Distrito Industrial - o rapaz teria sido ferido com golpes na cabeça aplicados com uma barra de ferro. Já em Palmeira, cidade na região dos Campos Gerais, Junior foi visto ferido por um frentista que acionou o Corpo de Bombeiros para prestar atendimento ao caminhoneiro por volta das 22h de sábado (1º). 

O corpo de Junior foi recolhido ao Instituto Médico Legal (IML) e depois liberado aos familiares. O caminhoneiro era morador de Xanxerê, em Santa Catarina. O caso é investigado pela Polícia Civil.  

PUBLICIDADE

Recomendados