PLATAFORMAS


EDITORIAS


SEÇÕES


PROJETOS


INSTITUCIONAL

PG aprova novas regras para trailers de lanche e food trucks

Ponta Grossa

24 de agosto de 2020 17:20

Afonso Verner


Relacionadas

Malha ferroviária do PR fomenta aportes da Bunge e Cargill

Baterias Central é referência no segmento de baterias em PG

Super saldão Janeiro na Probel Avenida Vicente Machado

Vídeo mostra alagamento na entrada da cidade de PG
Agendamento da vacinação para crianças terá mudanças
PG tem aumento de 60% nos testes do coronavírus
Saúde vai vacinar 35 mil crianças contra a covid em PG
Lei trata de food trucks e trailers de lanche que atuam nas ruas da cidade Foto: Arquivo aRede
PUBLICIDADE

Legislativo aprovou projeto de lei que regulamenta novas regras para o funcionamento desse tipo de estabelecimento 

Após quatro anos de espera, os vereadores de Ponta Grossa aprovaram o projeto de leite (PL) 292/2016 que trata da regulamentação da atuação de trailers e food trucks nas ruas e avenidas da cidade. Protocolado em agosto de 2016, o projeto tramitava nas comissões internas da Casa de Leis e foi alvo de audiência pública. O texto foi aprovado em segunda discussão nesta segunda-feira (24) e seguirá para a sanção do prefeito Marcelo Rangel. 

Assinado pelos vereadores George de Oliveira (PROS) e Sebastião Mainardes (DEM), o texto ganhou várias adaptações e mudanças (clique aqui para conferir). No entanto, a votação foi tida como “apressada” por alguns parlamentares. Geraldo Stocco (PSB) e Rudolf Polaco (PSL), por exemplo, pediram vistas do projeto para realizar adequações no texto, mas o pedido acabou rejeitado. 

A votação em primeira discussão do projeto foi alvo de polêmicas e com discussão ríspida entre os parlamentares. Para parte dos vereadores, o texto traz taxas e imposições prejudiciais aos empreendedores do setor em um momento de crise - esse é o argumento de Stocco, Rudolf e Celso Cieslak (PRTB). Por outro lado, os vereadores Mainardes e George, além de Daniel Milla (PSD), defenderam que a regulamentação é essencial para garantir a segurança alimentar da população. 

Entre os pontos mais polêmicos do projeto está o distanciamento de 200 metros entre cada trailer ou food truck instalado nas ruas da cidade - a determinação terá validade apenas para estabelecimentos que se instalarem futuramente nas ruas da cidade. Além disso, o projeto prevê que cada dono de trailer tenha apenas uma permissão de uso, sendo irregular acumular a posse de dois trailers, por exemplo. 

Novas regras para o setor

Entre as novas regras aprovadas pelo Legislativo está a proibição de que os trailers e food trucks usem energia elétrica fornecida por extensões distantes mais de 20 metros do estabelecimento em questão. Além disso, os veículos (trailers e food trucks) não poderão estar estacionados na via pública quando a atividade comercial não estiver sendo realizada. 

PUBLICIDADE

Recomendados