DEM indica Otto Cunha para ser vice de Marcio Pauliki

Ponta Grossa

08 de setembro de 2020 15:58

Afonso Verner


Relacionadas

Professora Elizabeth opta por atuação ‘low profile’

Câmara inicia sessões em 30 dias com ‘pauta bomba’

PG anuncia novas medidas contra a covid na sexta-feira

Loureiro e Elizabeth discutem projetos para o aeroporto
PG tem mais 4 mortes e se aproxima dos 15 mil casos
Após foto viralizar, diarista consegue emprego em PG
Missionária quer representar o protagonismo feminino
Pauliki se disse honrado com a indicação de Otto Cunha para compor a chapa Foto: Arquivo JM
PUBLICIDADE

Indicação do partido ainda será avaliada internamente. Nome do vice só será confirmado no próximo dia 16

O ex-prefeito de Ponta Grossa entre 1983 e 1988, Otto Cunha, é cotado para ser vice na chapa liderada pelo empresário Marcio Pauliki (SD). Com passagem pela Câmara Federal entre 1991-1995, Otto está filiado ao Democratas (DEM) e foi indicado pelo partido para compor a chapa como vice de Pauliki. Segundo Pauliki, a oficialização do nome da chapa será confirmada apenas na convenção. 

A indicação do Democratas pelo nome de Otto como vice foi confirmada pelo próprio Pauliki em entrevista ao portal aRede. “O ex-prefeito Otto Cunha é um nome de relevância que foi indicado pelo partido [DEMOCRATAS]. Cada partido tem indicado um nome e nós vamos formar um conselho entre lideranças partidárias para escolher o nome”, disse Pauliki.

Segundo Pauliki, a chapa comandada por ele já conta, além do Solidariedade e Democratas, como PRTB, PROS e PTB - há ainda a expectativa da adesão do Patriota, mas o partido resolve divergências internas. “O vice vamos definir coletivamente, junto de todos os partidos, pensando sempre em uma gestão técnica em um perfil que contribua com o grupo”, contou Pauliki. 

Sobre Otto, Pauliki destacou a bagagem do ex-prefeito e ex-deputado federal. “Me senti muito honrado com a indicação do nome do Otto. Nosso grupo é formado por pessoas preocupadas com uma gestão técnica da cidade e dos recursos públicos”, disse Pauliki em entrevista ao portal aRede. Marcio citou ainda nomes em cada um dos partidos que podem figurar como vice, além de Otto. 

No Patriota, por exemplo, o nome de Keyla Sanson é cotado. Já no PROS há o nome de Ulisses Coelho e do pastor Moisés Farias, do próprio Solidariedade. Já no PRTB o nome cotado é o de Marco Aurélio Paredes Czerwonka. “Estamos fazendo pré-campanha e discutindo os problemas da cidade. O nome do vice só será confirmado na convenção do Solidariedade no dia 16”, garantiu Pauliki. 

Por ora, Pauliki fez questão de destacar a organização da pré-campanha, especialmente em torno do programa PG +200 que busca reunir propostas para a cidade que completará 200 anos de emancipação política em 2023. “Estamos focados em discutir os problemas da cidade, em conversar com as lideranças e ouvir a população. Estamos em busca de compor um grupo para fazer uma gestão técnica”, disse Marcio.

PUBLICIDADE

Recomendados