“Patriota não está rachado”, garante Keyla Sanson

Ponta Grossa

09 de setembro de 2020 16:58

Afonso Verner


Relacionadas

Covid-19: Servidores da Prefeitura de PG afastados devem ser reavaliados

'Arena Tardezinha' é a nova praia urbana de PG

Prefeitura de PG perde R$ 90 mi com inadimplência

Sanepar parcela dívidas em até 60 vezes
JK quer reconhecimento do último faxinal ponta-grossense
PG garante castração gratuita de cães e gatos
Saiba quantas doses da vacina contra covid PG e região vão receber
Foto: Arquivo aRede
PUBLICIDADE

Partido fará convenção nesta sexta-feira (11) e deve formalizar apoio à candidatura de Marcio Pauliki (SD)

A presidente do Diretório Municipal do Patriota, Keyla Sanson, garantiu que a legenda não está ‘rachada’. Com convenção agendada para a próxima sexta-feira (11), o partido tem como pré-candidata a Prefeitura a própria Keyla, mas deve acabar indicando o apoio à candidatura de Marcio Pauliki (SD)

Keyla foi enfática ao descartar um ‘racha’ interno no partido, causado por um grupo que deseja que o candidato da legenda seja o Coronel Daniel Marques, ex-comandante do 13º BIB. “São cinco pessoas [que querem], no máximo. O Coronel nem filiado é”, disse Sanson ao ser questionada sobre a ala do partido que sustenta a candidatura do militar. 

Segundo Keyla, o partido, a chapa para vereadores e as candidaturas têm sido construídas por ela nos últimos meses. “Até sexta-feira eu sou pré-candidata, a decisão será tomada na convenção, mas estamos com uma séria tendência de apoiar o Pauliki”, destacou a presidente do Diretório Municipal. 

O partido terá ainda chapa completa na disputa por vagas na Câmara Municipal e almeja eleger, ao menos, dois vereadores para a próxima legislatura. 

PUBLICIDADE

Recomendados