Rangel decide liberar casamentos nas igrejas

Ponta Grossa

10 de setembro de 2020 07:59

Afonso Verner


Relacionadas

Colégio realiza projeto preparatório para vestibular

ADM 2020 divulga resultado dos artigos selecionados

Fundação confirma o 105° óbito por Covid-19

Projeto Social de PG realiza congresso online para idosos
ICP têm programação alusiva ao Dia do Idoso
Candidatos destacam oportunidade de debater propostas para PG
“PG não pode silenciar diante do desmonte governista”, diz Professor Gadini
Foto: Reprodução/ Redes Sociais
PUBLICIDADE

Prefeito afirmou que irá autorizar a realização de casamentos religiosos, mas ressaltou cautela e cuidados redobrados

O prefeito de Ponta Grossa, Marcelo Rangel (PSDB), anunciou nesta quinta-feira (10) a liberação dos casamentos realizados nas igrejas da cidade. De acordo com o gestor, os casamentos em eventos religiosos serão liberados, com um rígido protocolo para o combate ao contágio pela covid-19.

“Vamos trabalhar com a liberação dos casamentos nas igrejas. Vai ter um sistema de proteção, parecido com aquele que já é feito para missas e cultos”, disse Rangel durante o programa de rádio que mantém na Mundi FM. O prefeito destacou que o retorno das cerimônias matrimoniais religiosas será cercado de cuidados. 

“São sete meses de pandemia, infelizmente a doença ainda está aí. Todo tipo de evento que tiver um protocolo diferente, vamos conversar e discutir um possível retorno”, disse Rangel. O anúncio de Rangel foi feito após a mobilização de trabalhadores do setor de eventos

Apesar da flexibilização, a liberação de casamentos religiosos deve representar apenas um pequeno avanço para o setor de eventos. Um dos primeiros a paralisar as atividades, os organizadores de eventos ainda buscam aprovar um protocolo de segurança para garantia do retorno das atividades. 

Outros ‘eventos’ seguem proibidos

Ao falar sobre o tema, Rangel foi enfático ao destacar que outros eventos seguem proibidos. “Questões como shows e outros eventos que causem aglomeração seguem proibidos, não tem como liberar”, disse o prefeito também durante o programa de rádio que mantém na Mundi FM.

PUBLICIDADE

Recomendados