Educação e segurança são bandeiras do Capitão Saulo

Ponta Grossa

11 de setembro de 2020 21:15

Afonso Verner


Relacionadas

Mabel propõe criação da Secretaria da Mulher

PG e região registram hoje o dia mais quente do ano

'Não há orgulho maior que isso', diz Rangel sobre empregos

Professora da UEPG lança dois livros sobre ciências sociais
PM recupera duas bicicletas roubadas em local de morte
Rangel anuncia nova diretora da Agência do Trabalhador
Autoridades identificam homem executado em PG
Foto: Arquivo aRede
PUBLICIDADE

Capitão responsável pelo PROERD e pela Patrulha Escolar deve ser o vice de Elizabeth Schmidt (PSD)

Capitão da Polícia Militar, Saulo Vinícius é o nome cotado para ser o vice na chapa comandada pela Professora Elizabeth Schmidt (PSD). Nesta sexta-feira (11), Capitão Saulo visitou a redação do Jornal da Manhã e do portal aRede para ser sabatinado. No encontro, Saulo destacou as motivações para ingressar na vida pública: fortalecimento da educação e da segurança pública. 

Saulo iniciou a carreira militar em 2004, como comandante da Patrulha Escolar - já em 2008, a Patrulha atendia a 75 municípios. Além disso, Saulo teve participação fundamental no Programa Educacional de Resistência às Drogas e à Violência (PROERD) e ajudou a formar  mais de 60 mil alunos apenas nas escolas atendidas em Ponta Grossa. 

“Em PG, está desde 2001, e estamos levando as crianças a prevenção das drogas na etapa primária. Ficamos no 5ª ano da rede municipal, momento  para que o aluno deixa de ser da escola municipal para a escola estadual. Essa mudança faz com que a criança esteja vulnerável a diversas mudanças. E assim o Proerd possibilita uma informação para proteger essas crianças de entrarem em contato com as drogas”, lembrou.

Ao falar sobre a participação política, Saulo lembrou das motivações em entrar na vida pública. “A minha participação na política foi a preocupação que tive dentro da minha carreira, tanto na Patrulha Escolar quanto no Proerd, que é levar educação e informação aos maiores tesouros de nossas vidas que são nossos filhos e nossas crianças, que são o futuro de nossa nação”, disse. 

Segundo Saulo, a vontade de ingressar na vida pública surgiu como um “novo desafio”. “Sempre tive contato com a Professora Elizabeth nas formações do Proerd, ela sempre foi uma parceira além de ter uma amizade pessoal com ela. Então quando surgiu a ideia de compor essa chapa, de pronto eu já aceitei por conhecer o trabalho a seriedade e estarmos unidos de fazer o bem e o melhor para Ponta Grossa”, disse. 

O policial militar também comentou a relação com o atual prefeito, Marcelo Rangel (PSDB), um dos principais incentivadores da candidatura de Saulo. “Estivemos juntos ao longo dos oito últimos anos, além de anos anteriores, e desenvolvemos uma amizade e isso facilitou muito para formarmos o grupo. Percebemos com a cidade cresceu e queremos dar continuidade nesse trabalho”, defendeu. 

Saulo ainda não tem filiação confirmada

Por ser militar, Capitão Saulo tem um prazo diferenciado para filiação partidária - ele pode se filiar até o dia 16 de setembro, data máxima para as convenções. “Ainda não decidi em qual partido eu vou. Estou estudando e aguardando para o momento da convenção decidir qual partido ir”, afirmou. As legendas mais cotadas para receber são o PSD, PSDB, AVANTE e PSL. 

Saulo defende militares na política

Saulo também comentou a maior presença de militares no campo político. Para o capitão, isso acontece devido a “confiança e a credibilidade” que a população tem dado aos profissionais da segurança pública. “A formação de um oficial também é muito importante e essa formação militar é muito reconhecida pela sociedade que admira aspectos que são muito valorizados no mundo militar”, explicou o capitão da Polícia. Além de Saulo, outros militares devem participar da eleição em Ponta Grossa neste ano. 

PUBLICIDADE

Recomendados