Dinamite encontrada em PG era da 2ª Guerra Mundial

Ponta Grossa

11 de setembro de 2020 18:50

Dhiego Tchmolo


Relacionadas

Mabel propõe criação da Secretaria da Mulher

PG e região registram hoje o dia mais quente do ano

'Não há orgulho maior que isso', diz Rangel sobre empregos

Professora da UEPG lança dois livros sobre ciências sociais
PM recupera duas bicicletas roubadas em local de morte
Rangel anuncia nova diretora da Agência do Trabalhador
Autoridades identificam homem executado em PG
Ação ocorreu no final da manhã desta sexta-feira Foto: Marcio Lopes/aRede
PUBLICIDADE

Esquadrão Antibombas do BOPE foi acionado para retirada dos artefatos na Nova Rússia. Especialistas apontam que ‘bananas’ poderiam explodir a qualquer momento

As bananas de dinamite localizadas no final da manhã desta sexta-feira (11) na Rua Londrina, Vila Santo Antônio, região da Nova Rússia em Ponta Grossa faziam parte do arsenal utilizado na 2ª Guerra Mundial, de acordo com informações coletadas no local. O fato ocorreu após a proprietária da residência, uma senhora de 77 anos, achar os artefatos enquanto fazia a limpeza do porão.

A Polícia Militar foi acionada e no local percebeu as dinamites, acionando o Esquadrão Antibombas do Batalhão de Operações Especiais (BOPE) de Curitiba, que fez o recolhimento dos artefatos explosivos. Outra informação dá conta que o BOPE iria realizar a explosão da dinamite em uma pedreira.

As quatro ‘bananas’ tinham a inscrição de ‘indústria brasileira’ e datavam de 1937. Segundo os especialistas, o arsenal ainda estava ativo para explosão, contando nitroglicerina pura podendo explodir a qualquer momento através de impactos, contatos fortes e até mesmo pelo calor. A proprietária informou que os artefatos pertenciam ao avô do seu marido.

PUBLICIDADE

Recomendados