Educação municipal de PG é destaque no Ideb

Ponta Grossa

16 de setembro de 2020 20:08

Dhiego Tchmolo


Relacionadas

Grandes obras em PG geram mais de R$ 7,3 mi em ISS

Zampieri defende gestão enxuta e atenção aos bairros

Novos produtos elevam potencial turístico de PG

Confira a agenda dos prefeituráveis de PG para este sábado
Debate com vices apresenta propostas para o futuro de PG
“Direito à água e ao saneamento deve orientar ação do prefeito”, diz Gadini
Jovem cai de brinquedo erótico em motel de PG
Secretaria destacou bons resultados Foto: Divulgação
PUBLICIDADE

Ensino Fundamental I registrou nota 6.5, acima das médias estadual e nacional

O Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep), divulgou as notas do Índice de Desenvolvimento da Educação Básica (Ideb) referentes ao ano de 2019. O município de Ponta Grossa teve crescimento em todas as observações, nas redes estadual e municipal, trazendo resultado expressivos.

Na rede municipal de ensino, que engloba os 4º e 5º anos, a nota alcançou o topo em 2019, com 6.5, aumento de 0.2 em 2017, quando atingiu 6.3. Outro dado importante mostra que a rede municipal ponta-grossense registrou o terceiro aumento consecutivo: de 2013 para 2015 a nota passou de 5.5 para 5.8; entre 2015 e 2017 o índice passou para 6.3; e, neste ano, chegou a 6.5.

Na primeira avaliação, em 2005, Ponta Grossa tinha 4.7 de nota no Ideb. Isso coloca a rede municipal como o principal destaque em relação ao Paraná e ao Brasil: a nota paranaense nos 4º e 5º anos é um pouco menor, de 6.4. Já no recorte nacional, a nota é 5.9, o que representa 0.6 abaixo das escolas de Ponta Grossa.

Segundo a secretária de Educação do Município, Esméria Saveli, a participação e dedicação na prova, com o esforço de cada um, tornou-se muito importante para que o resultado. “Em relação ao índice, nós temos uma grande rede e é com este conceito que nós trabalhamos. Queremos que todas as nossas escolas tenham um excelente desempenho. No entanto, as diferenças locais, de escola para escola, impactam no resultado final e nós queremos, cada vez mais, reduzir essas disparidades”, aponta Saveli.

“É por isso que agora, com o resultado de cada escola em mãos, iremos trabalhar uma a uma para compreender e avaliar a nota de cada uma delas. Compreender aquelas que melhoraram e aquelas que reduziram suas notas, identificando cada ponto para melhorarmos cada vez mais”, complementa a secretária.

Nas escolas que participam da rede estadual no município, considerando as 8ª e 9ª séries, o aumento foi de 0.4 entre 2017 e 2019: passou de 4.4 para 4.8.  A exemplo da rede municipal, a estadual em Ponta Grossa também atingiu seu maior patamar neste ano e registrou crescimento desde 2013-2015, quando passou de 3.9 para 4.3; de 2015 para 2017, chegando a 4.4; e, no último dado divulgado, com 4.8 em 2019.

Para complementar, a 3ª série do Ensino Médio teve sua primeira nota no demonstrativo do Ideb, registrando também a maior alta: saiu de 3.6 para 4.5 entre 2017 e 2019, o que representa um aumento expressivo de 0.9. A projeção para 2021, próxima nota, é de 4.1. Contudo, as metas podem ser revistas, já que o que foi projetado para 2019 era 3.8 (0.7 abaixo do índice registrado).

O Ideb é calculado com base em dados de aprovação nas escolas e de desempenho dos estudantes no Sistema Nacional de Avaliação da Educação Básica (Saeb). O Saeb avalia os conhecimentos dos estudantes em língua portuguesa e matemática. O índice final varia de 0 a 10.

Estado

Desde 2005 o Paraná não experimentava uma evolução tão grande na avaliação da qualidade do ensino público, conforme mostra o Índice de Desenvolvimento da Educação Básica (IDEB). No Ensino Médio, a nota estadual teve a alta mais expressiva do Brasil, de 0,7. Com o avanço histórico, Estado saiu do sétimo para o quarto lugar no ranking de escolas públicas.

Nos Anos Finais do Ensino Fundamental (6o. ao 9o. Ano), a nota da rede estadual também obteve o maior crescimento absoluto do País (0,5). Assim, o sistema paranaense sai do sétimo para o terceiro lugar na classificação nacional divulgada nesta terça-feira (15) pelo Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (INEP).

Os dados mostram que o desempenho das turmas do 6o ao 9o Ano fez a nota do Paraná subir de 4,6 (2017) para 5,1 (2019). São Paulo e Goiás, obtiveram 5,2. No Ensino Médio a evolução foi de 3,7 para 4,4. Com o salto, o Paraná fica com a mesma nota de Pernambuco e próximo de Goiás (4,7) e Espírito Santo (4,6).

PUBLICIDADE

Recomendados