Câmara de Ponta Grossa entra em ‘ritmo’ de eleição

Ponta Grossa

21 de setembro de 2020 19:20

Afonso Verner


Relacionadas

Vila Velha abre vaga de estágio em Comunicação e Marketing

Incêndio criminoso atinge casa no Parque dos Pinheiros

Pride leva clientes de carro para conhecer decorado

Pauliki defende a valorização do funcionalismo público
PG será palco da viagem virtual do Teatro a Bordo
Marca-passo: quando usá-lo e como é viver com o aparelho
Moradores encontram vizinho morto em PG
Foto: Arquivo / aRede
PUBLICIDADE

Com pauta esvaziada, discursos adiantam campanha eleitoral e embate entre os vereadores

A Câmara Municipal de Ponta Grossa (CMPG) parece ter entrado oficialmente no ‘ritmo’ de eleições. Com a pauta esvaziada de projetos relevantes, o Legislativo tem se ocupado em votar pautas amenas, como nomes de rua e entregas de moções - a escassez de discussões é fruto da baixa produção de pareceres das comissões e também de outros fatores internos. Com isso, as sessões tem sido cada vez mais rápidas e menos polêmicas nas últimas semanas. 

Nesta segunda-feira (21), por exemplo, o Legislativo votou oito projetos de lei (PLs), cinco deles tratavam da concessão de títulos de cidadão honorário ou da nomeação de ruas. Apenas outros dois projetos tratavam de outras matérias: dois PLs versavam sobre aberturas de crédito adicional no orçamento do município e um deles tratava da criação do Programa de Residência em Medicina da Família e Comunidade da Fundação Municipal de Saúde. 

Sem temas polêmicos na pauta, os vereadores têm usado a tribuna para adiantar o clima eleitoral que se avizinha - o que é natural, diante da própria função da Câmara. Quase a totalidade dos parlamentares estará envolvida de alguma forma no pleito de novembro, seja como candidato(a) ou como apoiador de algum grupo. Alguns buscarão a reeleição, enquanto outros se aventuram em chapas ao Executivo Municipal. 

PUBLICIDADE

Recomendados