'Ambiental' aplica R$ 179,3 mil em multas em PG e região

Ponta Grossa

23 de setembro de 2020 14:59

Afonso Verner


Relacionadas

Caminhão quebra poste e quase atinge casa em PG

Com novos casos, PG chega a 129 mortes por covid-19

Ufólogo de PG revela detalhes sobre túneis secretos e óvnis

ADM 2020 começa nesta segunda com transmissão digital
Filho de diretor do Operário é agredido em bar por torcedor
Sesc Paraná realiza evento em alusão ao Outubro Rosa em PG
Operação da PM resulta em oito motos apreendidas
PUBLICIDADE

Em apenas um dia, Polícia Ambiental atendeu quatro ocorrências com aplicação de multas milionárias

A Polícia Ambiental aplicou R$ 179,3 mil em multas contra crimes contra a natureza em Ponta Grossa e em outras cidades dos Campos Gerais. Todas as multas foram aplicadas em ocorrências registradas nesta terça-feira (22) em Ponta Grossa, Imbituva, Rebouças e Ipiranga. Nos quatro casos, as violações contra as regras ambientais também serão investigadas pela Polícia Civil. 

O primeiro dos casos foi registrado em Imbituva. Na propriedade rural os policiais um depósito de 91 metros cúbicos de lenha nativa, sem autorização. Neste caso, a conduta delituosa rendeu ao infrator multa ambiental no valor de R$ 27.300,00 e lavrado um termo circunstanciado.

O segundo caso foi registrado em Rebouças, também nos Campos Gerais. Neste caso, os policiais ambientais constataram em uma propriedade a destruição de vegetação nativa e perfuração de troncos causando morte de árvores em área de 3,56 hectares. Neste caso, a conduta delituosa rendeu ao infrator multa ambiental no valor de R$ 36.000,00 e a Polícia Civil comunicada sobre o crime para instaurar Inquérito Policial.

A terceira ocorrência foi registrada durante a Operação Mata Atlântica em Pé IV. Neste caso, policiais ambientais constataram em uma propriedade no município de Ipiranga, a destruição de vegetação nativa em 8,58 hectares atingindo área de preservação permanente, contendo espécie ameaçada de extinção como o cedro e utilização de fogo para limpeza da área.

Segundo a Polícia Ambiental, neste caso a conduta do proprietário rendeu uma multa ambiental no valor de R$ 96.000,00. 

Proprietário é multado após abrir valetas irregularmente

Por fim, em Ponta Grossa, uma denúncia anônima levou os policiais ambientais a abertura irregular de valetas em área de preservação permanente. Segundo as autoridades, a ação prejudicou uma área de 3,17 hectares, impedindo a regeneração natural da vegetação. A área foi embargada e é proibida a sua utilização até o seu desembargo. Neste caso, a conduta delituosa do proprietário rendeu ao infrator multa ambiental no valor de R$ 20.000,00 e a Polícia Civil comunicada sobre o crime para instaurar Inquérito Policial. 

PUBLICIDADE

Recomendados