Tribunal do Júri inocenta rapaz acusado de homicídio

Ponta Grossa

23 de setembro de 2020 17:38

Da Redação


Relacionadas

Veja qual é a agenda dos prefeituráveis nesta quarta (21)

Professora Elizabeth quer criar ‘Esquadrão Drone’ da GM

Hotel ibis será inaugurado na próxima segunda

Estudante dá dicas para passear com cães no Lago de Olarias
Cursos da UEPG são destaque em avaliação feita pelo Enade
Novo decreto em PG reduz restrições em diversas áreas
Mabel Canto quer inovar ao usar transporte por aplicativo
A inocência foi provada pela advogada Isabella Godoy Danesi em sessão no Fórum de Ponta Grossa, na manhã de quinta-feira (17). Foto: Divulgação
PUBLICIDADE

De acordo com a defesa, ficou provado que Luciano agiu em legítima defesa e tentou evitar a morte do homem de 38 anos. Caso ocorreu em Ponta Grossa

Luciano dos Anjos de Oliveira, de 20 anos, foi julgado e inocentado pela morte de um rapaz na cidade de Ponta Grossa. O crime foi registrado em outubro de 2017. A inocência foi provada pela advogada Isabella Godoy Danesi em sessão no Fórum de Ponta Grossa, na manhã de quinta-feira (17). De acordo com a defesa, ficou provado que Luciano agiu em legítima defesa e tentou evitar a morte do homem de 38 anos.

A vítima estava na Rua Professora Júlia Carneiro Rosas, no bairro Neves, quando ameaçou o irmão de Luciano. Para evitar o ataque ao menor de idade, Luciano deu um soco e um chute para desarmar Rogério. Porém, o irmão partiu para cima da vítima com uma faca e chegou a ser segurado pelo irmão, que não conseguiu evitar o homicídio.

Pouco tempo depois, Luciano, que tinha 18 anos na época, foi preso e permaneceu assim por dois anos até o julgamento. “O Luciano foi preso porque estava junto com o jovem na cena do crime. Ele agiu em legítima defesa e estava tentando inclusive segurar o irmão.

O rapaz foi absolvido por legítima defesa de terceiros. A absolvição veio após pouco mais de três horas de sessão. Por 4 a 2, os jurados não viram culpa na ação do réu. Já o irmão de Luciano  permanece preso por outros crimes.

PUBLICIDADE

Recomendados