Homem agride a esposa com taco de sinuca em PG

Ponta Grossa

25 de setembro de 2020 08:53

Da Redação


Relacionadas

PG confirma 50 novos casos de Coronavírus

Câmeras flagram furto em loja e perseguição de vigilante em PG

Em PG, mulher arromba casa de ex-companheiro na martelada

Rapaz é agredido e golpeado por faca em vila de PG
Pediatra de PG recebe alta e deixa leito de UTI Covid
Em patrulhamento, PM prende cinco pessoas por tráfico em PG
Dois homens são agredidos após briga em bar de PG
Vítima precisou ser levada ao hospital devido às lesões sofridas no rosto durante ataque do marido Foto: Arquivo/PM
PUBLICIDADE

Vítima precisou ser levada ao hospital pela equipe do Samu; autor também agrediu a própria irmã e fugiu antes da chegada da polícia

Uma jovem de 19 anos foi agredida pelo próprio esposo no fim da tarde desta quinta-feira (24) em Ponta Grossa. De acordo com a Polícia Militar, o caso foi registrado na rua Ismael Martins, no bairro Nova Rússia, por volta das 17h. O autor usou um taco de sinuca para atacar a vítima e a própria irmã, que tentou defendê-la.

De acordo com a PM, o autor do crime tem 29 anos e fugiu logo após as agressões. A esposa dele sofreu ferimentos no rosto e sua cunhada, de 31 anos, também foi atacada pelo próprio irmão ao tentar interferir na briga para interromper a violência.

O Samu foi acionado para socorrer as vítimas e a jovem precisou ser encaminhada a um hospital da cidade para receber atendimento médico. O agressor ainda não tinha sido encontrado até a publicação desta matéria e o caso segue sob investigação da Polícia Civil.

Mulher agride esposo

Outra situação de briga de casal também mobilizou a PM nesta sexta, já perto das 20h. A situação envolveu uma mulher de 33 anos que agrediu o marido, de 39. Ele sofreu ferimentos nas costas provocados por um bastão de madeira ao ser atacado pela mulher na rua Doutor Arthur João de Maria Ribeiro, no bairro Contorno. O casal foi levado até a 13ª Subdivisão Policial (SDP) para prestar esclarecimentos sobre o caso. A motivação para as brigas não foi revelada pela PM em nenhum dos casos.

PUBLICIDADE

Recomendados