Temporal e granizo assustam e deixam estragos em PG

Ponta Grossa

28 de setembro de 2020 08:56

Da Redação


Relacionadas

PG registra 43 novos casos da Covid-19 nesta segunda-feira

Rottas promove Dia das Crianças com roleta de prêmios

Decreto libera abertura das lojas em horário normal

Elizabeth quer implantar sistema para consulta médica por app
Prefeitura de PG lidera na geração de receitas no Sul
Prefeituráveis colocam ‘formiguinhas’ nas ruas de PG
Gadini promete abrir mão do salário e reinvestir valor na cidade
Granizo e ventos fortes causaram estragos em mais de 50 casas em diferentes regiões da cidade Foto: Afonso Verner
PUBLICIDADE

Corpo de Bombeiros, Defesa Civil e Copel trabalham desde a noite de domingo para solucionar problemas causados pela tempestade

A chuva intensa, os ventos fortes e o granizo que atingiram várias regiões de Ponta Grossa na noite deste domingo (27) causaram estragos e deixaram muita gente assustada. Mais de 50 residências foram danificadas e pelo menos 12 árvores caíram em diferentes bairros da cidade.

O Corpo de Bombeiros informou que entregou lonas a 28 famílias que buscaram atendimento no quartel central e também no Posto Uvaranas da corporação. Além disso, as viaturas dos bombeiros e da Defesa Civil também foram às ruas e entregaram lonas para mais 25 pessoas que sofreram danos em seus imóveis.

Houve também oito quedas de árvore sobre residência e mais quatro situações de árvores caídas nas ruas. Ainda segundo os bombeiros, até as 7h50 desta segunda-feira (28) havia três remoções de árvores para serem realizadas porque havia a necessidade de apoio de equipes da Copel para desligamento da energia e porque em algumas situações havia risco às equipes.

Ainda na manhã desta segunda havia algumas regiões da cidade sem energia elétrica, principalmente no bairro Contorno.

Temporal em Ponta Grossa

De acordo com o Simepar, houve uma queda brusca de temperatura pouco antes da tempestade começar. Por volta das 18 horas, os termômetros da estação meteorológica da cidade marcavam média de 27°C. Uma hora depois, a marca já era de 17°C. A chuva que atingiu a cidade foi rápida, apenas 3 milímetros, segundo o Simepar, mas foi suficiente para causar estragos. Durante a tempestade, houve rajadas de vento de quase 39 quilômetros por hora.

Ainda há previsão de chuvas e ventos fortes para esta segunda, principalmente durante a manhã e à tarde. A Defesa Civil também emitiu alerta para temporais com possibilidade de vendaval, chuvas fortes e queda de granizo.

Tempestade deixa cidades sem energia

Em nota, a Copel informou que mais de 62 mil unidades consumidoras ainda estavam sem energia elétrica em todo o Paraná às 8h40 desta segunda. Isso significa que aproximadamente 240 mil paranaenses podem estar sem luz nesta manhã. Confira abaixo a íntegra da nota da Companhia:

As chuvas acompanhadas de fortes rajadas de vento que atingiram o Paraná desde o final da tarde deste domingo (27) ocasionaram falta de energia em diversas regiões do Estado. No momento, 62 mil unidades consumidoras estão sem energia elétrica em todo o Paraná, sendo 19 mil na região Centro-Sul. Os desligamentos são decorrentes de objetos lançados sobre a rede e cabos rompidos.
É importante ressaltar que a primavera é a época do ano em que começam os eventos climáticos mais severos. Além de realizar manutenção preventiva, a Copel se prepara para este período com reforços em suas equipes. Neste domingo, centenas de eletricistas estão mobilizados em campo, além do contingente extra no Centro de Operações, em Curitiba.
PUBLICIDADE

Recomendados